Dólar à vista fecha em alta de 1,10%, a R$ 4,65

A alta ocorreu depois de na véspera a divisa fechar a 4,6075 reais, menor cotação desde 4 de março de 2020

O dólar deu um salto nesta terça-feira, registrando alta superior a 1%, a mais forte em três semanas, com operadores recompondo parte de posições na moeda norte-americana após uma sequência de quedas que levou a cotação ao menor valor em mais de dois anos.

O clima externo arisco – ditado por temores de enxugamento de liquidez mais acelerado nos Estados Unidos e por uma atmosfera ainda bélica entre Rússia, Ucrânia e Ocidente – serviu de argumento para compras de dólares que deixaram o real entre as moedas de pior desempenho no dia.

Discussões continuadas sobre eventuais aumentos de salários de servidores públicos no Brasil reforçaram o viés conservador dos negócios.

O dólar à vista subiu 1,10%, a 4,6583 reais na venda. É a maior alta percentual diária desde o último 14 de março (+1,31%). O dólar variou nesta terça de 4,582 reais (-0,55%) a 4,674 reais (+1,44%).

A alta ocorreu depois de na véspera a divisa fechar a 4,6075 reais, menor cotação desde 4 de março de 2020.

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Últimas notícias

Matérias relacionadas