O que motivou a invasão da Rússia na Ucrânia?

O cientista político pela Escola Superior de Economia de Moscou, Vicente Ferraro, contextualizou as motivações principais da invasão da Rússia na Ucrânia, destacando que a posição da Rússia não se limita apenas à questão da OTAN. “Isso de fato é importante, mas há outros interesses envolvidos por trás dessa ação russa”.

Em resumo, desde o fim da União Soviética, a Rússia se incomoda com a expansão da OTAN. O cientista destacou que os países do leste europeu querem entrar na OTAN como uma forma de proteção, porque veem a Rússia como uma ameaça geopolítica. “Ou seja, a expansão não é apenas uma política norte-americana de isolar a Rússia”, afirmou Ferraro.

O segundo elemento destacado por ele, foi a questão do impacto de conflitos na população, visto que regimes autoritários não sobrevivem com repressão, e sim à ganhos ideológicos e econômicos.

Nesse sentido, o regime de Vladimir Putin teve ganhos econômicos significativos no início dos anos 2000, isso serviu para fortalecer o seu regime, afirmou Ferraro. “Por outro lado, nos últimos anos, de 2010 para cá o crescimento econômico da Rússia não é o mesmo dos anos 2000”, afirmou o cientista.

Portanto, Ferraro disse que o regime precisa de outras mecanismos de legitimação, e a questão ideológica é um fator muito importante para a sustentação de Putin. “Um dos pilares da sustentação de Putin é exatamente essa confrontação com o Ocidente”.

Confira a análise na íntegra:

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Últimas notícias

Matérias relacionadas