Nono dia de guerra na Ucrânia: confira 9 acontecimentos marcantes

O conflito teve início na quinta-feira (24), quando Vladimir Putin, presidente da Rússia, ordenou os ataques militares

Esta sexta-feira (4) marca o nono dia do conflito entre Rússia e Ucrânia. A guerra se iniciou na última quinta-feira (24), quando o país russo iniciou uma série de ataques militares após ordens do presidente Vladimir Putin.

O Ministério da Defesa da Rússia disse na quarta-feira (2) que 498 soldados russos foram mortos no combate e mais 1.597 ficaram feridos desde o início da operação. As informações são da agência de notícias russa RIA.

De acordo com o Serviço de Emergência do Estado da Ucrânia, mais de 2.000 civis ucranianos foram mortos até a data citada.

Na quinta-feira (3), delegações da Rússia e da Ucrânia se reuniram em Belarus em uma segunda rodada de negociações. Um negociador ucraniano disse queos países chegaram ao entendimento de estabelecer corredores humanitários para retirada de civis.

No entanto, ele falou que os resultados não foram os esperados por Kiev. Os países concordaram com um terceiro encontro.

A seguir, veja os 9 acontecimentos marcantes da guerra entre Rússia e Ucrânia.

1. Míssil atinge sede do governo de Kharkiv

Um míssil atingiu a sede da administração regional de Kharkiv, a segunda maior cidade da Ucrânia na terça-feira (1º), causando uma grande explosão.

De acordo com Anton Gerashchenko, assessor do ministro do Interior da Ucrânia, o incidente ocorreu duas horas após o fim do toque de recolher na cidade.

Dmytro Kuleba, ministro das Relações Exteriores ucraniano, afirmou que as explosões foram causadas por mísseis da Rússia.

2. Ucranianos se abrigam em metrô para fugir de ataques russos

Ao tentar se proteger dos ataques russos, a população ucraniana se abrigou em uma estação de metrô em Kharkiv, na Ucrânia.

Nos vídeos que passaram a circular pelas redes sociais, diversas pessoas, incluindo crianças e idosos, utilizam o espaço como bunker improvisado – abrigo subterrâneo construído para dar abrigo em situações de guerra.

3. Rússia destrói Antonov-225 Mriya, maior avião de carga do mundo

O Antonov-225 Mriya, maior avião de carga do mundo, foi destruído no domingo (27) durante um ataque da Rússia ao aeroporto Hostomel, nas proximidades de Kiev, a capital ucraniana.

O ministro das Relações Exteriores do país, Dmytro Kuleba, confirmou a informação no Twitter.

“A Rússia pode ter destruído nosso ‘Mriya’, mas nunca poderão destruir o nosso sonho de um Estado europeu forte, livre e democrático. Vamos prevalecer!”, afirmou na rede social.

4. Rússia é banida do Swift

Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia, anunciou na última terça-feira (1º) que a União Europeia desconectou os principais bancos russos do Switf, o sistema bancário internacional.

No sábado (26), a Europa, os Estados Unidos e o Canadá já haviam concordado em banir os bancos russos do Swift para desconectar a Rússia do sistema financeiro global e isolar o país.

A exclusão restringe o acesso do país aos mercados financeiros de todo o mundo, já que o sistema de comunicação facilita o pagamento e a transferência de recursos entre diferentes países, o que simplifica o fluxo de comércio internacional.

5. Reunião entre Rússia e Ucrânia terminam sem avanços

Na segunda-feira (28), autoridades da Rússia e da Ucrânia se reuniram para discutir a possibilidade de um cessar-fogo no país atingido, mas o diálogo terminou sem avanços.

A segunda rodada das negociações foi marcada para a quarta-feira (2), no entanto foi adiada para a tarde desta quinta-feira (3).

O chefe da delegação russa, Vladimir Medinsky, afirmou que Moscou tem “blocos de propostas em três partes”, de acordo com a NBC News, citando os pontos técnico militar, humanitário internacional e político.

6. Zelensky diz esperar sinais positivos para adesão da UE

Volodymyr Zelensky, presidente da Ucrânia, disse, após conversar ao telefone com o presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, que estava aguardando notícias positivas sobre a proposta de Kiev de aderir à União Europeia (UE).

“Discutimos a situação atual no campo de batalha e os esforços diplomáticos. Esperando os sinais positivos sobre a adesão da Ucrânia à UE”, disse Zelensky na quarta-feira (2), chamando Michel, que preside os líderes nacionais da UE, de “amigo de confiança” da Ucrânia. As informações são da Reuters.

7. Rússia ataca torre de TV em Kiev

O ataque contra uma torre de televisão de Kiev deixou cinco mortos na terça-feira (1º), anunciou o Ministério do Interior ucraniano, além de provocar a interrupção da transmissão de canais de TV do país.

“Segundo dados preliminares, cinco pessoas morreram, e cinco ficaram feridas neste ataque”, detalhou o ministério no Facebook.

8. Soldado russo se rende e recebe comida de civis ucranianos

A jornalista ucraniana Anastasiia Lapatina, do ‘Kyiv Independent’, usou as redes sociais para compartilhar o momento em que um soldado russo recebeu chá e comida de civis ucranianos após se render.

Nas imagens, divulgadas na quarta-feira (2), também é possível ver que civis ajudaram o homem a fazer uma chamada de vídeo com a mãe. “Quero chorar de tanto que amo meu país”, escreveu a jornalista em seu Twitter oficial.

9. Maior usina nuclear da Europa, na Ucrânia, pega fogo após ataques russos

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, usou as redes sociais na noite de quinta-feira (3) – início da manhã de sexta-feira (4) no horário local – para mostrar as imagens da maior usina nuclear da Europa, localizada na Ucrânia, pegando fogo após ataques russos.

“Agora! Rússia incendeia central nuclear na Ucrânia”, escreveu ele em seu Instagram oficial.

Apesar dos rumores de uma possível elevação na radiação no entorno da usina, a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA, sigla em português) informou que não há registros do aumento de radioatividade no local.

Segundo a agência de notícias russa RIA-Novosti, o chanceler ucraniano, Dmitro Kuleba, pediu para o ataque ser interrompido para impedir o impacto radioativo. Após o ocorrido, o Serviço de Emergência da Ucrânia informou que os níveis de radiação e do incêndio estavam “dentro dos limites normais”.

Na madrugada desta sexta-feira no Brasil, autoridades do país confirmaram que tropas russas assumiram o controle do local.

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Últimas notícias

Matérias relacionadas