Tesla é investigada após acidentes envolvendo piloto automático

Ao todo, 11 casos envolvendo o Autopilot estão sendo analisados pela NHTSA

A Tesla (TSLA34) está sendo investigada por reguladores de segurança nos Estados Unidos após acidentes envolvendo carros e veículos de emergência da companhia. Ao todo, 11 casos envolvendo o Autopilot (direção autônoma) estão sendo investigados.

“Como parte da missão de segurança da agência e para entender melhor as causas de determinadas colisões relacionadas com a Tesla, a NHTSA está abrindo uma investigação preliminar sobre os sistemas de assistência ao motorista (Autopilot) e as técnicas implementadas para monitorar, auxiliar e fazer cumprir o compromisso do motorista durante seu uso”, afirmou a instituição em comunicado.

Os acidentes citados pela agência aconteceram na Califórnia, Michigan, Flórida e Texas.

“A NHTSA confirmou que em cada um dos casos, o veículo Tesla tinha acionado o piloto automático ou o sistema de controle de velocidade pouco antes dos choques”, complementa a agência.

Segundo informações da AFP, a investigação se concentrará nos modelos Y, X, S e 3 da marca americana, comercializados entre 2014 e 2021.

Dos 11 acidentes identificados, sete resultaram em ferimentos e um em morte.

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Últimas notícias

Matérias relacionadas