Ibovespa opera em queda; redução do ICMS e ata do Fomc estão no foco

O principal índice da B3 tem baixa de 0,39% aos 110.114 pontos

O Ibovespa opera com desvalorização nesta quarta-feira (25), na mesma direção das bolsas de Nova York.

Às 10h38, o principal índice da B3 tinha baixa de 0,39% aos 110.114 pontos.

O mercado aguarda a ata última reunião do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc), que elevou a taxa de juros em 0,5 ponto percentual nos EUA. O documento será divulgado às 15h e pode dar novas pistas sobre o aperto monetário no país.

O destaque do dia será a votação do projeto que reduz a alíquota do ICMS de combustíveis e de energia elétrica a 17% na Câmara dos Deputados. O autor do texto, o deputado Danilo Forte, afirmou que a oposição também apoia o projeto.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, participa de um painel no Fórum Econômico Mundial, em Davos. Mais cedo, Guedes afirmou que devido à inflação acumulada, é possível um reajuste de 5% para servidores públicos.

“A inflação acumulada desse ano foi 5% até agora. É possível repor o funcionalismo desse ano? Sim até 5% dá. Essa que é a conversa hoje lá, afirmou Guedes, em entrevista na cidade de Davos, na Suiça.

Entre os indicadores divulgados hoje, o Índice de Confiança do Consumidor (ICC) do FGV IBRE recuou 3,1 pontos em maio, para 75,5 pontos. Em médias móveis trimestrais, o índice caiu 0,8 ponto, para 76,3 pontos.

A queda do ICC foi influenciada apenas pela piora das expectativas para os próximos meses, enquanto a avaliação sobre a situação atual se manteve estável.

 O Índice de Situação Atual (ISA) continua com 69,1 pontos e o Índice de Expectativas (IE) recuou 5,1 pontos, para 81,0 pontos, menor desde janeiro (80,7 pontos).

Compartilhe:

Últimas notícias

Matérias relacionadas