Biden diz que invasão ainda é uma possibilidade e volta ameaçar a Rússia

O presidente pediu para que todos os americanos saiam da Ucrânia "antes que seja tarde"

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, afirmou, nesta terça-feira (15), que a invasão da Ucrânia pela Rússia “ainda é uma possibilidade”.

“Estamos prontos, não importa o que aconteça, seja diplomacia ou resposta a ataque”, disse. 

Biden ressaltou ainda que ele e Vladimir Putin, presidente da Rússia, concordaram que devem continuar buscando um caminho diplomático. 

O presidente pediu para que todos os americanos saiam da Ucrânia “antes que seja tarde”. 

“Peço a todos os americanos que saiam da Ucrânia antes que seja tarde; ataque é uma possibilidade. Se a Rússia atacar a Ucrânia, seria uma guerra de opção, sem causa”, afirmou Biden. 

“Isso seria muito positivo, mas ainda não vimos acontecer”, disse Bide sobre o ministério de Defesa da Rússia informar que algumas tropas do país estão deixando a Ucrânia. 

“Ainda não verificamos se militares russos estão de fato deixando as fronteiras”, acrescentou. 

Caso a Rússia decida invadir a Ucrânia, o presidente destacou que haverá uma condenação internacional. 

“O mundo nunca esquecerá que a Rússia levou a morte à Ucrânia. Para ser claro, se a Rússia decidir invadir, haverá consequências”, afirmou. 

O presidente disse que a Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), os EUA e a Ucrânia não são uma ameaça para a Rússia. 

Biden ressaltou ainda que se a Rússia atacar alvos americanos na Ucrânia, os EUA responderão com força. 

“EUA e Rússia compartilham questões de estabilidade global; devemos buscar a diplomacia”, finalizou.

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Últimas notícias

Matérias relacionadas