Ibovespa fecha estável em dia de queda em NY

O fôlego no pregão foi contido pelas bolsas em Nova York, devido a preocupações com o ritmo de aperto monetário da economia norte-americana

O Ibovespa fechou em estável nesta quarta-feira, após uma sessão volátil, em desempenho assegurado principalmente pelo avanço da Vale, enquanto Hypera disparou após acordo com autoridades.

O fôlego no pregão foi contido pelas bolsas em Nova York, após dados dos Estados Unidos, particularmente sobre a indústria, corroborarem as preocupações com o ritmo de aperto monetário da economia norte-americana.

Entre os assuntos do dia, o Índice de Gerente de Compras (PMI) industrial dos Estados Unidos, medido pelo Institute for Supply Management (ISM), subiu para 56,1 pontos em maio. Em abril, o indicador ficou em 55,4 pontos. As expectativas do mercado apontavam para 54,5.

Além disso, também houve a divulgação do Livro Bege, que relatou crescimento econômico nos EUA, de acordo com publicação do Federal Reserve, desde o último documento, publicado no final de abril, a maioria dos distritos registraram crescimento leve ou modesto da economia, enquanto quatro indicaram crescimento moderado.

A produção industrial, segundo diretores, continua crescendo, mas o varejo encontrou resistência por conta da alta dos preços. “Os consumidores enfrentaram preços mais altos e os contatos com imóveis residenciais trouxeram fraqueza, observada à medida que os compradores enfrentam preços altos e taxas de juros crescentes”, diz.

Outro ponto de atenção é o início da política de redução de balanços do Fed, que começa hoje. O processo tirará até US$ 47,5 bilhões por mês do sistema financeiro, dobrando para US$ 95 bilhões por mês em setembro.

Aqui no Brasil, o Índice Gerente de Compras (PMI) do setor industrial passou de 51,8 pontos em abril para 54,2 em maio, conforme dados divulgados nesta quarta-feira (1) pelo S&P Global.

Assa é a melhora mais acentuada das condições operacionais desde setembro do ano passado. Segundo o relatório, o índice geral foi alavancado por todos os seus subcomponentes, em particular pelos índices de novos pedidos, de produção e de emprego.  

Ainda por aqui, o aumento dos custos de insumos e matérias-primas nacionais superou as expectativas de 71% das empresas, na indústria extrativa e de transformação, e de 73% no caso da indústria da construção civil, segundo levantamento da Confederação Nacional da Indústria (CNI).

 Para a CNI, o resultado coincide com o início da guerra entre a Rússia e a Ucrânia, que agravou a desestruturação das cadeias de suprimento. Como consequência, a elevação de preços coincidiu com os atrasos e interrupções no fornecimento de insumos.

No campo corporativo, a Petrobras (PETR3; PETR4) lançou nesta quarta-feira um novo site para facilitar o acesso às informações sobre os preços dos combustíveis da estatal.

Além de fornecer dados sobre a formação dos preços para o consumidor final, a plataforma também permite filtrar os valores pela média nacional ou por estados, considerando os impostos estaduais.

O Ibovespa, principal índice da bolsa brasileira, fechou em alta de +0,01%, cotado a 111.359,94 pontos.

dólar comercial fechou em alta de +1,08%, cotado a R$ 4,8041

Nos Estados Unidos, as bolsas fecharam em queda. O S&P 500 fechou descendo em -0,75% (4.101,19), a Dow Jones registrou variação negativa de -0,54% (32.813,10), enquanto a Nasdaq encerrou o dia em queda de -0,72% (11.994,46).

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.



Compartilhe:

Últimas notícias

Matérias relacionadas