Oi (OIBR3; OIBR4) tem prejuízo líquido de R$ 1,66 bi no 4T21

A companhia reverteu o lucro líquido de R$ 1,798 bi registrado no mesmo período de 2020

Com mais de um mês de atraso, a Oi (OIBR3; OIBR4) divulgou os resultados do 4T21 na noite de quarta-feira (4) . A companhia registrou um prejuízo de R$ 1,669 bilhão, revertendo lucro líquido de R$ 1,798 bi no mesmo período de 2020.

A dívida líquida da companhia totalizou R$ 32,573 milhões no 4T21, número 8,9% maior quando comparada ao 3T21 e 49,4% maior em relação ao registrado no 4T20.

A dívida bruta consolidada totalizou R$ 35,860 milhões ao final do 4T21, uma elevação de 5,4% ou R$ 1,829 milhões em relação ao 3T21 e um aumento de 36,1% ou R$ 9,509 milhões ano contra ano.

Na apresentação de resultados, a Oi informa que a elevação é explicada pelo accrual de juros, pela amortização do ajuste a valor presente (AVP), além da desvalorização do Real vs Dólar de 2,59% no trimestre.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) de rotina totalizou R$ 1,612 milhões, apresentando crescimento de 8,1% em relação ao 4T20 e de 10,4% na comparação com o 3T21.

A margem Ebitda (Ebitda sobre receita líquida) de rotina, por sua vez, marcou 35,3%, o que mostra uma alta de 4 pontos percentuais ante o número registrado no mesmo período do ano passado.

No 4T21, a receita líquida consolidada da Oi totalizou R$ 4,571 milhões, apresentando uma queda de 4,3% em relação ao 4T20.

Os custos e despesas operacionais (Opex) consolidados de rotina, incluindo as operações internacionais, totalizaram R$ 2.959 milhões no 4T21, apresentando uma queda tanto na comparação anual (-9,9%) quanto na trimestral (-3,3%).

O Opex de rotina das operações brasileiras totalizou R$ 3.037 milhões, apresentando redução anual de -6,9%, e um pequeno crescimento na comparação sequencial de 0,5%.

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Últimas notícias

Matérias relacionadas