Valores a receber: Greve no BC adia novamente consulta de R$ 4,1 bilhões a serem devolvidos

Esta segunda etapa de "valores a receber" irá incluir sete novas fontes de recursos que ainda não foram sacados

Prevista para começar nesta segunda-feira (2), a nova fase de consulta dos Valores a Receber foi adiada devido a greve dos servidores do Banco Central (BC) e segue sem data definida. Nesta segunda fase, a estimativa é de que existe cerca de R$ 4,1 bilhões em “dinheiro esquecido”.

Para os usuários que acessar a página recebe a seguinte mensagem: “As consultas ao Sistema de Valores a Receber (SVR) estão temporariamente suspensas para aprimoramento. Em breve, o Banco Central divulgará: a data de reabertura do sistema para novas consultas e resgate dos saldos existentes; e informações sobre valores de falecidos. Enquanto isso, estamos trabalhando em melhorias do SVR e na inclusão de novos valores.”

Na semana passada, a instituição financeira disse em nota que “a greve dos servidores do BC prejudicou o cronograma de desenvolvimento das melhorias do Sistema de Valores a Receber (SVR). O prazo de retorno do SVR, inicialmente previsto para 2 de maio, será adiado. A nova data será comunicada com a devida antecedência”.

Esta segunda etapa irá incluir sete novas fontes de recursos que ainda não foram sacados:

-Tarifas cobradas indevidamente;

-Parcelas ou obrigações relativas a operações de crédito cobradas indevidamente;

-Contas de pagamento pré-paga e pós-paga encerradas com saldo disponível;

-Contas de registro mantidas por sociedades corretoras de títulos e valores mobiliários;

-Entidades em liquidação extrajudicial;

-Fundo Garantidor de Crédito;

-Fundo Garantidor do Cooperativismo de Crédito.

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Últimas notícias

Matérias relacionadas