Ibovespa acompanha bolsas internacionais e fecha em queda

O principal índice da B3 fechou em baixa de 1,16%, aos 116.953 pontos

O Ibovespa fechou em queda, nesta segunda-feira (11), na mesma direção dos principais índices de ações dos Estados Unidos e da Europa.

O principal índice da B3 fechou em baixa de 1,16%, aos 116.953 pontos.

Em Nova York, os índices também ficaram no vermelho. O S&P 500 teve queda de 1,69%, o Nasdaq recuou 2,37%, enquanto o Dow Jones teve baixa de 1,19%.

Entre os indicadores do dia, a taxa anual do Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da China chegou a 8,3% em março, de acordo com dados do Escritório Nacional de Estatísticas (NBS) nesta segunda-feira.

O resultado veio acima do esperado pelo mercado, que aguardava taxa anual de 7,9% no terceiro mês de 2022. A invasão da Ucrânia pela Rússia, gargalos persistentes na cadeia de suprimentos e problemas de produção causados por surtos locais de Covid-19 somaram com as pressões sobre os custos das commodities para levar o IPC a 1,5% em março em relação ao mês anterior.

No Brasil, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, participa do evento “Cenário Econômico e Agenda BC”, promovido pelo TC e pela Arko Advice.

Segundo ele, a inflação de março causou surpresa. “A realidade é que nossa inflação está muito alta e persistente”, afirmou.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a inflação na cidade de São Paulo, subiu 1,56% na primeira quadrissemana de abril, acelerando em relação ao aumento de 1,28% registrado em março, conforme mostram dados divulgados hoje pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

Ainda nesta segunda, a queda nos preços do petróleo e do minério de ferro afetaram o desempenho das petroleiras e mineradoras. 

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Matérias relacionadas