Bolsonaro decide trocar presidente da Petrobras, dizem fontes

O movimento ocorre após o presidente Bolsonaro expressar descontentamento com uma forte alta dos combustíveis anunciada pela Petrobras
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

O presidente Jair Bolsonaro decidiu que o general da reserva Joaquim Silva e Luna não deverá continuar na presidência-executiva da Petrobras (PETR4), disseram três fontes com conhecimento da situação à Reuters, nesta segunda-feira (28).

A saída de Luna deverá ocorrer após descontentamento de Bolsonaro com a forte alta nos preços de diesel e gasolina praticada pela companhia no início do mês.

Duas das fontes citaram que o nome do executivo não está entre os conselheiros indicados pelo governo para formar o novo Conselho de Administração da estatal.

A exclusão de Luna de tal lista indica que ele deve deixar o comando da Petrobras, segundo as fontes, que falaram na condição de anonimato devido à sensibilidade do tema.

Uma assembleia de acionistas para renovar o conselho foi agendada para o dia 13 de abril.

O movimento ocorre após o presidente Bolsonaro ter criticado a alta de cerca de 25% no preço do diesel anunciada pela Petrobras no início deste mês, quando também reajustou o valor da gasolina em quase 19%, na esteira dos ganhos do petróleo no mercado internacional.

Questionado em meados deste mês, Bolsonaro afirmou que existia a “possibilidade” de substituição do atual presidente da Petrobras.

A informação de que Bolsonaro decidiu tirar Luna da presidência da estatal foi publicada antes pela edição online da revista Veja, que cita o especialista do setor de energia Adriano Pires como nome mais forte no Planalto para assumir a comando da companhia.

As ações preferenciais da Petrobras (PETR4) chegaram atingir uma mínima de 30,98 reais na sessão após a notícia, mas reduziam perdas e fecharam em baixa de 2,2%, a 31,60 reais.

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Matérias relacionadas