Eduardo Saverin perde posto de brasileiro mais rico após queda de ações do Facebook

Com menos US$ 4,3 bilhões (R$ 22,8 bilhões) na conta, Saverin perdeu o posto de brasileiro mais rico para o economista e empresário Jorge Paulo Lemann

O brasileiro Eduardo Saverin viu a sua fortuna cair nessa quinta-feira (3), acompanhando o ritmo da queda das ações da Meta, holding do Facebook – do qual é co-fundador. As informações são do ranking da Forbes.

Com menos US$ 4,3 bilhões (R$ 22,8 bilhões) na conta, Saverin perdeu o posto de brasileiro mais rico para o economista e empresário Jorge Paulo Lemann, já que a maior parte de sua fortuna está relacionada às ações da Meta.

A queda de ações aconteceu ontem, um dia após a divulgação do balanço do quatro trimestre de 2021 da empresa, que acabou decepcionando o mercado.

A companhia obteve um lucro líquido de US$ 10,29 bilhões no 4T21, o que representa uma queda de 8% em relação ao mesmo período de 2020. O lucro por ação caiu 5% no comparativo trimestral, para US$ 3,67.

E não foi só Saverin que “se deu mal”. A fortuna de Mark Zuckerberg encolheu US$ 29 bilhões na quinta-feira e, com isso, passou a ocupar a 12ª posição no ranking, que é liderado por Elon Musk, da Tesla, que possui US$ 235,7 bilhões.

O diretor-presidente da Meta comentou os resultados e afirmou que a companhia teve um bom trimestre e destacou o crescimento de ferramentas como o Reels e a plataforma de comércio eletrônico.

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Matérias relacionadas