A China quer acabar com o dólar?

A moeda chinesa subiu mais de 8% em 2021

Desde o final da segunda guerra mundial, o dólar domina o cenário internacional como a moeda referência dos países. Mas será que com um mercado cada vez mais integrado e diverso, além do crescimento da China, é possível que os dias de soberania da moeda americana possam acabar em um futuro próximo? 

Uma moeda que está ganhando cada vez mais relevância é o Yuan. A moeda chinesa subiu mais de 8% em 2021. O Yuan também ganhou espaço em relação ao dólar. Só no ano passado, a moeda chinesa subiu entre 2,4% e 2,8% em relação ao dólar. 

Com esse constante crescimento da moeda da china, há possibilidades dela passar o dólar e começar a valer mais? O fato é que a moeda norte-americana é muito bem aceita no mercado internacional. Mas pela primeira vez em muito tempo, a soberania da moeda dos Estados Unidos pode estar em risco e o principal adversário é o Yuan chinês. 

Atualmente, a China é a segunda maior economia do mundo, já se aproximando dos Estados Unidos. E para valorizar sua moeda, a China está usando várias estratégias. Uma das formas é fazendo empréstimos em moedas chinesas para outros países. A china também criou o maior acordo comercial em vigência no mundo, envolvendo 15 países da região do pacífico, criando um bloco econômico que reúne mais da metade da população mundial.  

Outra estratégia é focar em tecnologia, com destaque para a introdução do Yuan digital. O governo chinês investiu para criar uma versão digital da sua moeda.  

Mas será que a China vai conseguir acabar com o dólar? Veja no vídeo especial abaixo:  

Compartilhe:

Matérias relacionadas