Federal Reserve aumenta taxa de juros em 0,25 ponto percentual

O Fed elevou ainda a projeção de inflação em 2022 de 2,6% para 4,3%. Já a estimativa para 2023 passou de de 2,3% para 2,7%

Em reunião realizada em 15 e 16 de março, pelas autoridades do Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA), o Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês) decidiu aumentar, nesta quarta-feira (16), a taxa básica de juros dos Estados Unidos em 0,25 ponto percentual, para um intervalo entre 0,25% a 0,50%.

A decisão já era esperada pelo mercado, já que a inflação não mostra sinais de recuar e pode aumentar ainda mais devido à invasão da Ucrânia pela Rússia que elevou os preços do petróleo este mês. 

Em comunicado, o Fed afirmou que o aumento visa apoiar a meta de inflação a 2% no longo prazo, além de fortalecer o mercado de trabalho.

“Ganhos no emprego foram fortes nos últimos meses e desemprego caiu substancialmente”, diz em nota.

“O Comitê espera começar a reduzir suas participações em títulos do Tesouro e dívida de agências e títulos lastreados em hipotecas de agências em uma próxima reunião”, diz documento.

De acordo com o Fed, para buscar objetivos, novas altas de juros serão apropriadas. Cinco membros do comitê projetam juros entre 1,75% e 2% em 2022. Outros dois esperam entre 2% e 2,25%, enquanto três dirigentes preveem juros entre 2,25% e 2,50% em 2022.

O comitê elevou ainda a projeção de inflação em 2022 de 2,6% para 4,3%. Já a estimativa para 2023 passou de de 2,3% para 2,7%. Em 2024, a projeção de 2,1% passou para 2,3%.

Segundo o Fed, a invasão da Ucrânia pela Rússia tem implicações econômica altamente incerta para os EUA.

“No curto prazo, invasão da Ucrânia coloca pressão de alta na inflação e pesa na atividade”, diz.

Além disso, o Fed manteve a projeção de crescimento do PIB dos EUA em 2023 de 2,2%, e em 2024, de 2,0%.

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Matérias relacionadas