Dois anos após explosão, silos do porto de Beirute desabam

No último domingo (31), outro armazém desmoronou após grãos fermentarem por excesso de calor

Parte dos silos de grãos danificados pela enorme explosão no porto de Beirute há dois anos desabou nesta quinta-feira (4). Não houve mortos ou feridos. Para os libaneses, os silos remanescentes se tornaram um símbolo da catástrofe.

No último domingo (31), outro armazém desmoronou após grãos fermentarem por excesso de calor. Segundo a mídia local, quatro torres desabaram após se desprenderem da estrutura já danificada pela explosão de 4 de agosto de 2020.

“Foi a mesma sensação de quando a explosão aconteceu. Nós lembramos da explosão na hora”, disse Tarek Hussein, morador da área de Karantina, próxima ao porto.

O desmoronamento aconteceu dois anos após a explosão devastadora no porto de Beirute que matou 216 pessoas, feriu 6 mil e deixou cerca de 300 mil desabrigados. 

*Com informações Reuters

Veja o vídeo:

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Últimas notícias

Matérias relacionadas