Destaques da Bolsa: GPA (PCAR3) sobe quase 3%; Via (VIIA3) cai 5%

Confira os destaques desta terça-feira (28)

O Ibovespa fechou em leve queda nesta terça-feira (28), acompanhando as principais bolsas dos Estados Unidos.

O principal índice da B3 caiu 0,17%, aos 100.591,41 pontos.

Vale (VALE3) teve alta de 1,79%, uma vez que o preço do minério de ferro atingiu uma máxima de uma semana nesta terça-feira.

As ações da Petrobras (PETR3;PETR4) subiram mais de 1%. A companhia reiniciou os processos de venda de refinarias em Pernambuco, Paraná e Rio Grande do Sul.

O Grupo Pão de Açúcar (PCAR3) valorizou 2,86%, liderando o Ibovespa. Analistas do Itaú BBA retomaram a cobertura do papel com recomendação “outperform” e preço-alvo de R$ 32.

Já entre os destaques negativos, Ecorodovias (ECOR3) teve queda de 4,80% e Via (VIIA3) recuou 5,46%.

Maiores altas: GPA (PCAR3) +2,86%, BB Seguridade (BBSE3) +2,13%, Vale (VALE3) +1,79%, Vibra Energia (VBBR3) +1,56% e Braskem (BRKM5) +1,54%

Maiores baixas: Hapvida (HAPV3) -5,78%, Via (VIIA3) -5,46%, Positivo (POSI3) -5,38%, CVC (CVCB3) -5,06% e Ecorodovias (ECOR3) -4,80%

Confira os destaques desta terça-feira:

Petrobras (PETR3;PETR4)

Petrobras reiniciou nesta segunda-feira os processos de venda das refinarias Abreu e Lima (Rnest), em Pernambuco, Presidente Getúlio Vargas (Repar), no Paraná, e Alberto Pasqualini (Refap), no Rio Grande do Sul, assim como os ativos logísticos integrados a elas, conforme fato relevante.

Segundo a companhia, os teasers com informações dos ativos estão disponíveis para consulta em seu site.

O plano de desinvestimento em refino da Petrobras representa, aproximadamente, 50% da capacidade de refino nacional, totalizando 1,1 milhão de barris por dia de petróleo processado, e considera a venda integral de oito refinarias.

CVC (CVCB3)

A China reduziu pela metade o tempo de quarentena para viajantes que chegam ao país, restrição que dificultava viagens dentro e fora do país desde 2020.

Além disso, a Secretaria Nacional do Consumidor abriu processo administrativo para investigar a empresa e outras do setor de viagens após queixas de consumidores relacionadas a possíveis infrações ao Código de Defesa do Consumidor no que diz respeito a cancelamentos, remarcações, reembolsos e reaproveitamento de créditos de viagens e reservas.

Com Reuters

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Últimas notícias

Matérias relacionadas