Mineradores de bitcoin podem ter US$ 4 bi em empréstimos sob risco de default

De acordo com analistas, caso o cenário do bitcoin não melhore, um cenário mais complicado ainda pode vir a se materializar

A queda prolongada do bitcoin traz dificuldades pro mercado cripto, até mesmo para mineradores. Dessa forma, estes podem chegar a pagar até US$ 4 bilhões em empréstimos garantidos por seus equipamentos, questão que representa um risco potencial para os principais credores de criptomoedas.

Isso porque, um número crescente de empréstimos se encontra em risco, devido a muitos dos ativos dados como garantia por essas plataformas de mineração caíram pela metade, juntamente com o preço do maior token digital do mundo, o bitcoin. Nesse cenário, muitos mineirados acabaram deixando de pagar os empréstimos.

A Core Scientific Inc. vendeu mais de 2.000 bitcoins em maio para cobrir os custos operacionais. Enquanto isso, a Bitfarms Ltd. descarregou quase metade de seus tokens minerados no início deste mês para pagamentos.

Portanto, de acordo com analistas, caso o cenário não melhore, um cenário mais complicado ainda pode vir a se materializar. Vale lembrar que a venda de reservas em bitcoin acaba pressionando ainda mais os preços e o custo do equipamento pode cair ainda mais se os credores começarem a liquidar as máquinas que eles recuperam.

A mineração de bitcoin, que utiliza computadores de alta performance para processar registros de transações e ganhar recompensas no token, se encontra entre os negócios mais lucrativos no período que antecedeu a corrida histórica da criptomoeda. As margens podem chegar a 90%.

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Últimas notícias

Matérias relacionadas