Destaques da Bolsa: Suzano (SUZB3) sobe quase 5%; Petz (PETZ3) cai 5,5%

Confira os destaques desta sexta-feira (24)

O Ibovespa fechou em alta nesta sexta-feira (24), acompanhando as principais bolsas internacionais.

O principal índice da B3 avançou 0,60%, aos 98.672,26 pontos.

Entre os destaques positivos, PetroRio (PRIO3) teve alta de 5,18%, 3R Petroleum (RRRP3) subiu 4,24%. Já as ações da Petrobras (PETR3;PETR4) recuaram 0,65% e 0,76%, respectivamente.

Acompanhando o minério de ferro, Vale (VALE3) ganhou 2,78%, CSN (CSNA3) valorizou 5,18%, Metalúrgica Gerdau (GOAU4) teve acréscimo de 3,62%, Gerdau (GGBR4) subiu 3,95% e Usiminas (USIM5) avançou 2,99%.

Suzano (SUZB3) também valorizou 4,87%, após novo aumento no preço da celulose vendida pela companhia.

Já nos destaques negativos, CVC (CVCB3) teve queda de 4,17%. A operadora de viagens levantou R$ 402,8 milhões em uma oferta de ações ao preço de R$ 7,70 por papel.

Grupo Soma (SOMA3) caiu 4,87% e Petz (PETZ3) recuou 5,54%.

Confira os destaques desta sexta-feira:

Suzano (SUZB3)

A Suzano comunicou aos seus clientes que irá promover mais um reajuste nos preços da celulose, com aumento que varia entre US$ 20 a US$ 40 por tonelada. A

As informações vieram primeiro por analistas do Bradesco BBI e confirmada pelo jornal Valor Econômico. As elevações nos preços foram de US$ 20 na Ásia, US$ 30 na Europa e US$ 40 na América do Norte.

CVC (CVCB3) 

A operadora de viagens CVC levantou R$ 402,8 milhões em uma oferta de ações ao preço de R$ 7,70 por papel, disse a empresa nesta sexta-feira.

A CVC havia anunciado a oferta no início deste mês, citando uma recuperação gradual da indústria do turismo, com crescente demanda por viagens de lazer e negócios.

A oferta inicial de 46,5 milhões de ações ordinárias da CVC foi acrescida em 12,5%, conforme a demanda permitiu, disse a empresa. A cotação de R$ 7,70 representou um desconto de 13,3% em relação ao preço de fechamento de quinta-feira, de R$ 8,88 por ação.

A CVC usará o valor arrecadado para reforçar seu capital de giro e pagar debenturistas, disse. O Citi e o Bank of America coordenaram a transação.

Petrobras (PETR3;PETR4) 

A Petrobras aprovou nesta quinta-feira a venda de toda sua fatia nas concessões marítimas Polo Golfinho e Polo Camarupim, em águas profundas no pós-sal, na Bacia do Espírito Santo, para a BW Energy por até 75 milhões de dólares.

Do total, 3 milhões de dólares serão pagos à vista, 12 milhões no fechamento da transação e até 60 milhões de dólares em pagamentos contingentes, a depender das cotações futuras do Brent e desenvolvimento dos ativos, segundo o comunicado.

Os valores não contam ajustes até a conclusão da transação, sujeita ao cumprimento de condições, como o aval do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

O Polo Golfinho em lâmina d’água entre 1.300 metros e 2.200 metros, que inclui os campos de Golfinho, produtor de óleo, e Canapu, produtor não associado, e o bloco exploratório BM-ES23.

Com Reuters

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Últimas notícias

Matérias relacionadas