“Petrobras tem que ser vendida, não tem que ficar na mão do Estado”, afirma Eduardo Cunha

Em entrevista exclusiva, o político também falou de interferência na estatal

O ex-deputado federal, Eduardo Cunha, comentou sobre a Petrobras (PETR3;PETR4) durante participação na transmissão ao vivo da BM&C News. “Eu sou contra o Estado ser dono de estatal. Eu acho que a Petrobras tem que ser vendida, não tem que ficar na mão do Estado”, afirmou.

Cunha pontuou que se o presidente não interferir, certamente haverá outro governo que irá interferir. “Interferência vai existir do mesmo jeito, porque ela se torna necessária em função da crise que a gente está vivendo”, disse.

Com isso, durante a conversa, o político destacou que a Petrobras precisa ser privatizada ou estatizada, uma vez que não pertence à União: “Quando se criou a lei das estatais, e essa lei criou um mundo a parte para se proteger do governo ou se proteger supostamente da política, isso mostra o erro de ter uma estatal”.

Nesse sentido, Cunha questionou sobre a função estratégica que a companhia tem atualmente para o governo: “Nem as refinarias eles detém mais, não dão a produção que é necessária para o consumo do país, a administração da Petrobras virou uma empresa privada da sua corporação e dos seus investidores com seus ganhos absurdos que em 2021 foi 50% do capital social”, destacou.

Além disso, Cunha também comentou sobre uma possível greve dos caminhoneiros e avaliou que não resolveria o problema do aumento no preço dos combustíveis.

Confira a entrevista na íntegra:

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Últimas notícias

Matérias relacionadas