Elon Musk pretende cortar 10% dos empregos de Tesla por preocupação com recessão

A perspectiva de Musk ecoa comentários recentes de executivos, incluindo o CEO do JPMorgan, de que "um furacão está logo ali vindo em nossa direção”

O bilionário Elon Musk irá cortar cerca de 10% dos empregos da montadora de carros elétricos, Tesla. De acordo com informações da Reuters, o CEO da companhia anunciou em um e-mail para executivos, após pedir para que os funcionários retornarem ao trabalho presencial ou deixem a empresa.

O motivo é uma preocupação com uma possível recessão econômica. Apesar disso, a demanda por carros da Tesla e outros veículos elétricos permaneceu forte e muitos dos indicadores tradicionais de desaceleração – incluindo o aumento dos estoques de revendedores nos Estados Unidos – não se materializaram.

No entanto, a Tesla tem lutado para reiniciar a produção em sua fábrica de Xangai depois que os lockdowns forçaram interrupções.

A perspectiva de Musk ecoa comentários recentes de executivos, incluindo o CEO do JPMorgan Chase, Jamie Dimon, e o presidente do Goldman Sachs, John Waldron, de que “um furacão está logo ali vindo em nossa direção”, disse Dimon esta semana.

*Com Reuters

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Últimas notícias

Matérias relacionadas