Ações do Japão fecham em máxima de 2 meses com impulso de Fast Retailing

Os mercados de China, Hong Kong, Taiwan e Tailândia permaneceram fechados nesta sexta-feira, o que diminuiu os volumes de negociação em toda a Ásia

O índice de ações referencial do Japão fechou num pico em quase dois meses nesta sexta-feira, impulsionado por ganhos nos papéis da Fast Retailing depois que a empresa divulgou vendas domésticas robustas.

O índice Nikkei avançou 1,27%, a 27.761 pontos, seu nível de fechamento mais alto desde 5 de abril, e registrou o maior salto semanal desde 25 de março, de 3,66%.

A Fast Retailing, proprietária da Uniqlo, saltou 5,86% e forneceu o maior impulso para o Nikkei, depois que suas vendas nas mesmas lojas no Japão dispararam 17,5% em maio, subindo pelo segundo mês consecutivo.

Os mercados de China, Hong Kong, Taiwan e Tailândia permaneceram fechados nesta sexta-feira, o que diminuiu os volumes de negociação em toda a Ásia.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 1,27%, a 27.761 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG permaneceu fechado.

. Em XANGAI, o índice SSEC não abriu.. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, não teve operações.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve valorização de 0,44%, a 2.670 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX ficou fechado.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 0,16%, a 3.231 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 0,88%, a 7.238 pontos.

Compartilhe:

Últimas notícias

Matérias relacionadas