Greve parcial de ônibus começa nesta quarta (01) e pode se estender até segunda (06)

Os trabalhadores estão reivindicando mais direitos e melhoras em suas condições de trabalho e querem na sexta-feira (03) conseguir o seus ajustes

Nesta noite de terça-feira (31), o sindicato decidiu que nesta quarta-feira (01), a cidade de São Paulo ao menos 80% dos ônibus na capital paulista circulem nos horários de pico (das 6h às 9h e das 16h às 19h) e 60% nas demais horas. Além da greve parcial de hoje, pode ter uma eventual greve de motoristas e cobradores na próxima segunda-feira, 06 de junho de 2022.

Relembrando que a decisão é desta terça-feira, atendendo à gerenciadora de transportes da cidade de São Paulo (SPTrans – São Paulo Transporte) estende a estes dois dias decisão que também determinou frota mínima nas manifestações anunciadas para o dia 25 de maio nos terminais que acabaram não ocorrendo.

Os trabalhadores estão reivindicando mais direitos e melhoras em suas condições de trabalho e querem na sexta-feira (03) conseguir o seus ajustes.

Porém, as empresas de ônibus não apresentaram uma nova contraproposta, além da sugerida na semana passada de aumento de 10% nos salários parcelado em três vezes, que tinha desagradado a categoria.

As reivindicações da categoria são o reajuste Salarial de 12,47%, mais aumento real; Vale Refeição de R$ 33,00 (unitário); Equiparação de todos os benefícios para os trabalhadores e trabalhadoras das empresas do sistema complementar (empresas novas); Participação nos Lucros ou Resultados (PLR) de R$ 2.500,00; Fim das escalas com uma hora para refeição sem remuneração; Reajustes nos valores dos benefícios: Auxílio Funeral, Seguro de Vida, – Convênio Médico e Odontológico; Adequação das nomenclaturas do Plano de Carreira do Setor de Manutenção, equiparação salarial e promoção para funcionários e funcionárias Fora de Função.

Compartilhe:

Últimas notícias

Matérias relacionadas