Destaques da Bolsa: Ações da Petrobras caem mais de 4%; Vale (VALE3) sobe quase 2%

Confira os destaques desta sexta-feira (27)

O Ibovespa fechou estável, nesta sexta-feira (27), à medida que ruídos políticos em torno da Petrobras derrubaram as ações da estatal, o que limitou os efeitos locais da disparada em Wall Street.

O principal índice da B3 avançou 0,05%, aos 111.941,68 pontos.

As ações da Petrobras (PETR3;PETR4) registraram forte queda de 4,17% e 4,76%, respectivamente.

A Vale (VALE3) subiu 1,75%, CSN (CSNA3) ganhou 3,10%, Gerdau (GGBR4) avançou 1,24%, enquanto Usiminas (USIM5) recuou 1,40%.

Com a notícia de cortes de cargos de diretoria, a BRF (BRFS3) teve alta de 4,82%, liderando os ganhos desta sessão.

Já o Banco do Brasil (BBAS3) caiu 1,10%, mesmo após anunciar antecipação de R$ 714,2 milhões em juros sobre o capital próprio aos acionistas.

Maiores altas: BRF (BRFS3) +4,82%, Minerva (BEEF3) +4,40%, CSN (CSNA3) +3,10%, PetroRio (PRIO3) +2,64% E B3 (B3SA3) +2,34%.

Maiores baixas: Petrobras PN (PETR4) -4,76%, Yduqs (YDUQ3) -4,49%, Petrobras ON (PETR3) -4,17%, Via (VIIA3) -2,99% e Energisa (ENGI11) -2,58%.

Confira os destaques desta sexta-feira:

Petrobras (PETR3;PETR4) 

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira que tem direito a trocar toda a diretoria da Petrobras, além do conselho e do presidente da empresa, e indicou que as mudanças devem ser feitas em breve.

“Eu sou acionista majoritário, eu tenho direito de propor, via Ministério de Minas e Energia, a mudança não só do conselho, mas da diretoria e do próprio presidente”, disse Bolsonaro em entrevista a jornalistas. “Ficar mais seis meses eles podem ter uma política de continuísmo do que vinha acontecendo lá.”

Na semana passada, o governo trocou pela terceira vez o presidente da estatal, em mais uma tentativa de conter a escalada de preços dos combustíveis no país. José Mauro Coelho foi substituído depois de apenas 40 dias no cargo. Para seu lugar foi indicado Caio Paes de Andrade. Paes de Andrade ainda precisa ser aprovado pelo conselho da Petrobras.

BRF (BRFS3) 

A companhia de alimentos BRF decidiu cortar 25% dos cargos de diretoria da empresa, como parte de um processo de reestruturação, disse à Reuters nesta quinta-feira uma fonte familiarizada com o assunto.

A fonte, que falou na condição de anonimato, acrescentou que a decisão não significa que serão cortados 25% dos diretores.

Sem detalhar qualquer movimento específico, a BRF afirmou que “atualizou sua estrutura organizacional levando em consideração as oportunidades de simplificação, agilidade e sinergias decorrentes da maturidade de seus processos internos”.

A informação sobre o corte de cargos foi publicada inicialmente pelo jornal Valor Econômico.

A medida veio após um prejuízo de 1,58 bilhão de reais no primeiro trimestre, reportado ao mercado no início deste mês, com efeitos da inflação sobre o poder de compra do consumidor e aumento dos custos operacionais no mercado doméstico.

Banco do Brasil (BBAS3)

O Banco do Brasil anunciou nesta sexta-feira que distribuirá 714,2 milhões de reais em juros sobre o capital próprio a título de remuneração antecipada aos acionistas, segundo comunicado.

O valor é relativo ao segundo trimestre de 2022 e será pago com base na posição acionária de 13 de junho.

Eletrobras (ELET3;ELET6)

A Eletrobras lançou nesta sexta-feira a oferta de ações com vistas à sua privatização, uma operação que movimentaria cerca de 35 bilhões de reais, considerando um lote suplementar e o valor do papel no fechamento da véspera, segundo prospecto preliminar entregue à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

A operação envolvendo a maior companhia elétrica da América Latina, com atuação em geração, transmissão e comercialização de energia, será precificada no dia 9 de junho, e o preço da oferta será determinado com base no interesse dos investidores.

Desconsiderando o lote suplementar de ações, a oferta da Eletrobras chegaria a 30,69 bilhões de reais.

A operação de capitalização envolverá uma oferta primária e secundária de ações ordinárias realizada simultaneamente no Brasil e no exterior, o que diluiria a participação do Estado na empresa de 72% para pelo menos 45%.

A oferta primária será, inicialmente, de 627.675.340 novas ações. Já a oferta secundária será de 69.801.516 ações atualmente detidas pelo banco de desenvolvimento BNDES.

O comunicado detalha ainda que a quantidade de ações da oferta inicial poderá ser acrescida de um lote suplementar de até 15% do total das ações.

Com Reuters

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Últimas notícias

Matérias relacionadas