Quem é Bernie Ecclestone, ex-CEO da Fórmula 1 preso em São Paulo

Ecclestone tentou embarcar rumo à Suíça em um voo particular, quando a máquina de raio-x detectou a arma. O inglês carregava o objeto detectado em sua bagagem de mão

O inglês, Bernie Ecclestone, conhecido por ter sido chefe comercial da Fórmula 1, e comandado a companhia, foi preso na noite desta quarta-feira (26), em São Paulo. O inglês de 91 anos, estava no Aeroporto de Viracopos, em Campinas, quando foi preso em flagrante por porte ilegal de arma.

Ecclestone tentou embarcar rumo à Suíça em um voo particular, quando a máquina de raio-x detectou a arma. O inglês carregava o objeto detectado em sua bagagem de mão, no bolso de uma camisa.

A pistola de calibre 32, da marca LWSeecamp, não possuía documentação regular. A arma estava sem carregador e sem munição. Após o inglês pagar uma fiança de R$ 6 mil, foi liberado para deixar o país. 

Quem é Bernie Ecclestone?

O inglês de 91 anos faz parte no meio automobilismo desde os anos 1950 e tem forte relação com o Brasil. Após o inglês passar anos vendendo carros usados, ele tentou entrar para a competição na Fórmula 1 com sua própria equipe, mas não teve sucesso.

No entanto, anos depois, a carreira de Ecclestone no mundo dos negócios com foco no automobilismo decolou. Logo se tornou sócio da segunda equipe da Lotus e empresário da carreira de Jochen Rindt, um piloto austríaco.

Após a compra da Brabham em 1971, o inglês ganhou dois títulos mundiais com o brasileiro Nelson Piquet pilotando, em 1981 e 1983. Em seguida, tornou-se presidente da Associação de Construtores da Fórmula 1 (Foca), e vendeu o time.

Bernie, que é dono de uma fazenda, localizada no interior de São Paulo, em Amparo, passou grande parte do período de pandemia no Brasil. A propriedade pertence ao inglês há 10 anos, e lá cultiva o café da marca de Fabiana, a Celebrity Coffee.

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Últimas notícias

Matérias relacionadas