Os 10 times brasileiros que mais faturaram em 2021; confira

As principais fontes de receitas foram os direitos de transmissão, transferências de jogadores, matchday e comerciais

Após a pandemia de Covid-19 começar a ceder de maneira efetiva, um estudo da consultoria EY mostra recuperação financeira dos principais times brasileiros. Em 2021, com a reabertura dos estádios, a receita total das 25 principais equipes foi de R$ 7,1 bilhões, aumento de 35% em comparação com o ano anterior. 

Nos últimos nove anos, a evolução da receita total real foi de 76%. As principais fontes de receitas foram os direitos de transmissão, transferências de jogadores, matchday (receitas com ingressos nos dias de jogos) e comerciais.

O levantamento foi desenvolvido a partir das demonstrações financeiras disponibilizadas pelos clubes em seus sites. 

Segundo a pesquisa, as cinco maiores receitas totais no ano passado foram do Flamengo, Palmeiras, Corinthians, Grêmio e Atlético Mineiro. Juntos, eles responderam por cerca de 50% do montante arrecadado pelos 25 times. 

Confira os 10 times que mais faturaram em 2021:

1. Flamengo: R$ 1,08 bilhão

O Flamengo apresentou a maior receita total em 2021 (R$ 1,08 bilhão), faturando R$ 172 milhões acima do realizado pelo Palmeiras, e 62% a mais em relação a 2020.

A diferença da receita do Flamengo (maior receita da série A em 2021) para o Cuiabá (menor receita da série A em 2021) foi de aproximadamente 15 vezes.

Além disso, o clube se manteve como o maior faturamento na transferência de atletas, com R$ 278 milhões. Esse é seu terceiro ano consecutivo na liderança, com cerca de R$ 56 milhões a mais que na temporada anterior.

O time carioca também apresentou o maior superávit do exercício (R$ 178 milhões), impulsionado pelas receitas com direitos de transmissão e premiações. 

2. Palmeiras: R$ 977 milhões 

Em 2021, o Palmeiras apresentou receita total de R$ 977 milhões. 

O Palmeiras apresentou a maior receita sem transferência de jogadores (R$ 838 milhões), cerca de R$ 428 milhões a mais que em 2020 e R$ 35 milhões acima do realizado pelo Flamengo. O valor é mais que o dobro do apresentado na temporada anterior. 

Assim como em 2020, o clube apresentou a maior receita com direitos de transmissão e premiações, especialmente por conta da conquista do bicampeonato da Copa Libertadores. O time apresentou uma variação de +176% em relação ao último ano.

Depois de 2 anos consecutivos, o Palmeiras não apresentou a maior receita comercial em 2021. Quem assumiu a liderança foi o Flamengo, ficando com R$ 17 milhões a mais que o time paulista. 

3. Atlético-MG: R$ 505 milhões

O Atlético-MG aumentou em R$ 87 milhões suas receitas, para R$ 505 milhões, ultrapassando Corinthians e Grêmio. 

O clube mineiro apresentou o maior endividamento líquido, alcançando R$ 1,3 bilhão, aumento de R$ 75 milhões ante o ano anterior. Além disso, o Atlético-MG teve crescimento de R$ 23 milhões em seu endividamento tributário. 

4. Corinthians: R$ 503 milhões 

O Corinthians apresentou receita de R$ 503 milhões em 2021.

Em transferências de jogadores, o time paulista apresentou uma redução significativa de R$ 161 milhões, para R$ 28 milhões, em relação a 2020, sendo ultrapassado por times como Ceará, Bahia e o Vasco.

O Corinthians permaneceu entre os clubes de maior arrecadação de receitas comerciais, apresentando aumento de R$ 79 milhões, alcançando valor de R$ 168 milhões.

O time ficou em terceiro lugar em endividamento líquido, com R$ 928 milhões. O maior endividamento tributário foi do Corinthians (R$ 534 milhões), aumento de R$ 117 milhões. 

5. Grêmio: R$ 498 milhões

O Grêmio teve receita total de R$ 498 milhões, sendo ultrapassado pelo Atlético-MG.

O time ficou em segundo lugar no faturamento na transferência de jogadores, alcançando R$ 159 milhões. Uma das vendas foi do jovem atleta Diego Rosa ao Manchester City da Inglaterra, ocorrida em 2020, mas que só teve sua transferência concretizada em 2021, após completar 18 anos. 

O Grêmio apresentou aumento em seu endividamento com empréstimos, de R$ 7 milhões em 2020 para R$ 23 milhões em 2021.

6. São Paulo: R$ 476 milhões 

Em 2021, o São Paulo apresentou receita total de R$ 476 milhões. O clube registrou aumentos significativos de receitas comerciais, com R$ 56 milhões, cerca de R$ 20 milhões a mais que um ano antes.

O São Paulo foi o clube com o terceiro maior endividamento com empréstimos, alcançando R$ 214 milhões, crescimento de 17%. 

Analisando a receita com transferências de jogadores acumulada nos últimos 5 balanços (2017-2021), o São Paulo apresentou um aumento de R$ 10 milhões, no último ano, em seu valor acumulado, permanecendo como segundo nesta linha de receita.

7. Santos: R$ 407 milhões 

O Santos teve receita total de R$ 407 milhões. Em receitas de transferências de jogadores, o clube arrecadou R$ 107 milhões.

Assim como o São Paulo, o Santos apresentou aumentos de cerca de R$ 20 milhões em receitas comerciais, para R$ 50 milhões. 

Além disso, o Santos apresentou redução do valor de endividamento. O clube registrou endividamento de R$ 509 milhões. 

8. Internacional: R$ 382 milhões

A receita total do Internacional foi de R$ 382 milhões. O clube também registrou valor alto de endividamento tributário de R$ 255 milhões. 

Por outro lado, o Internacional reportou receita com ingressos de R$ 64 milhões em 2021, ficando em segundo lugar. 

9. Fluminense: R$ 334 milhões 

O Fluminense registrou receita total de R$ 334 milhões. Em transferências de jogadores, o clube arrecadou R$ 110 milhões. 

O clube ficou em sexto lugar em endividamento, alcançando R$ 664 milhões. 

10. Athletico Paranaense: R$ 280 milhões 

A receita total do Athletico foi de R$ 280 milhões em 2021. O clube permaneceu com valores de endividamento tributário abaixo de R$ 25 milhões. 

O Athletico é o segundo time com maior endividamento com empréstimos, com R$ 291 milhões.

Nos resultados dos exercícios acumulados entre 2017 e 2021, o Athletico é o segundo clube com maior superávit acumulado no período.

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Últimas notícias

Matérias relacionadas