Ibovespa avança e tenta retomar os 110 mil pontos

O principal índice da B3 tem alta de 0,89% aos 109.452  pontos

O Ibovespa opera com valorização nesta segunda-feira (23), na mesma direção das bolsas de Nove York e dos principais índices de ações europeus.

Às 10h38, o principal índice da B3 tinha alta de 0,89% aos 109.452  pontos.

Nos EUA, os principais índices registram alta e tentam recuperar parte das perdas acumuladas em 2022.

Entre os destaques do dia, a China anunciou nesta segunda-feira que adotará um pacote de medidas para sustentar a economia do país. O governo chinês fornecerá abatimentos de créditos fiscais a mais setores e elevará os cortes de impostos anuais em mais de US$ 21,06 bilhões, conforme o comunicado.

A iniciativa busca normalizar as operações econômicas do país asiático, que foram impactadas por novos surtos de Covid-19.

Por lá, a cidade de Xangai reabriu o metrô de forma parcial, após dois meses de paralisação em meio a política de Covid Zero.

Aqui no Brasil, saiu o IPC-S da terceira quadrissemana de maio de 2022, que aponta uma variação de 0,44% e acumula alta de 10,21% nos últimos 12 meses, conforme mostram dados da Fundação Getulio Vargas (FGV).

No campo corporativo, a Azul (AZUL4) anunciou nesta segunda-feira que a Capital Research Global Investors (CRGI) elevou sua posição acionária na empresa.

Agora, a companhia norte-americana detém 10,08% das ações preferenciais da aérea, ante 9,65% de participação anterior.

Ainda entre as empresas, a Azevedo & Travassos (AZEV4; AZEV3) informou que seu conselho de administração aprovou um aumento de capital da companhia (follow-on) que será no valor entre R$ 22,5 e R$ 94,5 milhões.

Segundo fato relevante, a emissão será entre 5,1 milhões e 10,3 mi de ações ordinárias, além de 1,3 milhão até 20,6 mi ações preferenciais. O preço por papel será de R$ 3,66 para ordinária e R$ 2,74 para preferencial.

Compartilhe:

Últimas notícias

Matérias relacionadas