AMAR3: “Tendência de baixa e sem ‘cara’ de fundo ainda”, avaliou analista

O analista de equity research, CNPI-T, da Órama, Ricardo Tominaga, destacou que, no gráfico, o ativo vem de uma tendência de baixa desde junho do ano passado

A Lojas Marisa (AMAR3) reportou prejuízo de R$ 77,2 milhões no primeiro trimestre de 2022, o que representa uma ampliação de 44,5% na comparação com o mesmo período do ano passado. Segundo avaliação do analista de equity research, CNPI-T, da Órama, Ricardo Tominaga, o cenário da varejista é semelhante com o do Grupo Mateus. “Tendência de baixa e sem ‘cara’ de fundo ainda”, disse.

Durante entrevista à BM&C News, o especialista destacou que, no gráfico, o ativo vem de uma tendência de baixa desde junho do ano passado, apesar da queda ser “bem mais acentuada”.

“Ativo vem cumprindo as projeções de preço nas regiões de suporte: primeiro no R$ 2,94 e agora no R$ 1,77. Se rompido esse R$ 1,77, tende a buscar R$ 0,59 para baixo”, projetou.

Por fim, Tominaga explicou para os investidores iniciantes que a dinâmica dessa zona de suporte é que se romper uma região vai para a próxima e segue assim sucessivamente.

AMAR3

Quer ter mais informações do mercado financeiro? Acompanhe nossa programação ao vivo:

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Últimas notícias

Matérias relacionadas