Destaques da Bolsa: Hapvida (HAPV3) despenca após balanço do 1º tri

Confira os destaques desta terça-feira (17)

O Ibovespa opera em alta, nesta terça-feira (17), na mesma direção dos índices dos Estados Unidos. 

Às 13h26, o Ibovespa subia 0,65%, aos 108.941 pontos. 

As ações da Petrobras (PETR3;PETR4) operam em baixa de 1,14% e 1,30%, respectivamente. Vale (VALE3) também recua 0,40%.

Hapvida (HAPV3) despenca 18,11%, após prejuízo líquido de R$ 182 milhões no primeiro trimestre de 2022. IRB Brasil (IRBR3), que também publicou o balanço trimestral, cai 5,64%.

Magazine Luiza (MGLU3) perde 6,07%. A companhia reportou prejuízo líquido de R$ 161,3 milhões no primeiro trimestre, revertendo lucro de R$ 258,6 milhões no mesmo período do ano passado. 

Já os papéis da Eletrobras (ELET3;ELET6) sobem cerca de 4,30%, depois da estatal ter registrado lucro líquido de R$ 2,7 bilhões entre janeiro e março.

Maiores altas: Locaweb (LWSA3) +12,67%, Cogna (COGN3) +8,20%, Yduqs (YDUQ3) +7,72%, Ecorodovias (ECOR3) +6,46% e Ultrapar (UGPA3) +5,16%.

Maiores baixas: Hapvida (HAPV3) -18,11%, Magazine Luiza (MGLU3) -6,07%, IRB Brasil (IRBR3) -5,64%, Marfrig (MRFG3) -1,85% e PetroRio (PRIO3) -1,77%.

Confira os destaques desta terça-feira:

Magazine Luiza (MGLU3)

O Magazine Luiza reportou prejuízo líquido de R$ 161,3 milhões no primeiro trimestre de 2022, revertendo lucro de R$ 258,6 milhões no mesmo período do ano passado. 

Na base ajustada, a companhia teve prejuízo de R$ 98,8 milhões ante lucro de R$ 81,5 milhões no primeiro trimestre de 2021. Segundo o Magazine, o resultado foi influenciado principalmente pelo aumento das despesas financeiras no período.

A receita líquida ficou em R$ 8,7 bilhões, crescimento de 6,2% na comparação anual.

O Ebitda (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado somou R$ 434,2 milhões, avanço de 1,7% em 12 meses. 

Hapvida (HAPV3)

O grupo de medicina e planos de saúde Hapvida (HAPV3) teve prejuízo líquido consolidado de 182 milhões de reais no primeiro trimestre, revertendo desempenho positivo de 152 milhões obtido um ano antes, segundo balanço divulgado nesta segunda-feira.

Os números incluem os dados da NotreDame Intermédica, rival incorporada pela Hapvida em meados de fevereiro deste ano.

A empresa apurou um resultado operacional medido pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado de 414 milhões de reais de janeiro a março, queda de 11,3% no comparativo anual.

Analistas, em média, esperavam que a Hapvida apresentasse Ebitda de 713 milhões de reais, segundo dados da Refinitiv.

Eletrobras (ELET3;ELET6)

Em fase final de privatização, a Eletrobras reportou na segunda-feira um lucro líquido 69% maior no primeiro trimestre, ao mesmo tempo em que divulgou um possível novo adiamento da entrada em operação da usina nuclear Angra 3.

O lucro líquido da estatal de geração e transmissão de energia atingiu 2,716 bilhões de reais entre janeiro e março, impulsionado pela variação cambial e pelo aumento de 12% da receita bruta.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) recorrente atingiu 5,43 bilhões de reais, aumento de 9,6% no comparativo anual.

Nos documentos que acompanham o balanço, a Eletrobras informou ainda na noite de segunda-feira que, em maio, a diretoria executiva de sua subsidiária Eletronuclear aprovou um adiamento da entrada em operação de Angra 3, para fevereiro de 2028. Anteriormente, a data prevista era novembro de 2027.

Itaúsa (ITSA4)

A holding Itaúsa teve lucro líquido recorrente de 3,8 bilhões de reais no primeiro trimestre, um crescimento de 59,1% sobre o resultado de um ano antes, impulsionado pelos desempenhos das empresas do grupo e também pela venda de ações da XP.

A companhia afirmou que a venda de 2,14% do capital da XP (12 milhões de ações Classe A) no trimestre “impactou o resultado” em 1,1 bilhão de reais, líquido de impostos, e elevou o caixa da holding em 1,8 bilhão de reais. A Itaúsa ainda tem 11,51% da XP.

O setor financeiro da holding, formado por Itaú Unibanco e XP, entregou um resultado recorrente de 2,78 bilhões de reais no trimestre, alta de 15% sobre um ano antes.

Banco Inter (BIDI11)

O Banco Inter informou, nesta segunda-feira (16), que registrou lucro líquido de R$ 27,5 milhões no primeiro trimestre, alta de 31,8% na comparação anual.

Já as receitas totais somaram R$ 1,2 bilhão, crescimento de 129,5% em relação ao primeiro trimestre de 2021. 

A carteira de crédito ampliada foi de R$ 19,8 bilhões, aumento de 81% quando comparado com o mesmo período do ano anterior. 

O Banco Inter atingiu 18,6 milhões de clientes. O número representa avanço de 82,4% em 12 meses.

IRB Brasil (IRBR3)

O IRB Brasil registrou lucro líquido de R$ 80,5 milhões no primeiro trimestre de 2022, alta de 58% em relação ao mesmo período do ano passado.

O volume total de prêmios emitidos atingiu R$ 2 bilhões, crescimento de 4% ante o primeiro trimestre de 2021.

Com Reuters

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Últimas notícias

Matérias relacionadas