Uso de máscara em táxis e carros por aplicativo deixa de ser obrigatório na cidade de SP

O uso do item de proteção seguirá obrigatório no transporte público e em ambientes de saúde

Neste sábado (14), o prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), sancionou um decreto que dispensa o uso de máscaras em transportes por aplicativo e táxis na capital paulista.

De acordo com decreto, o uso obrigatório da máscara na cidade passa a ser exigido a partir de agora apenas no transporte coletivo, como ônibus, trens, metrô e aeroportos, além das unidades de saúde, como hospitais, clínicas e postos de saúde.

A nova medida da Prefeitura de São Paulo acontece dois meses após a retirada pelo governo da obrigatoriedade do uso da máscara contra a Covid-19 em ambientes fechados, em 17 de março.

Onde as máscaras seguem obrigatórias

  • Uso obrigatório: ônibus, metrô, trens e respectivos locais de acesso (embarque e desembarque); hospitais, consultórios, unidades de saúde.
  • Uso optativo: escolas, escritórios, academias, shoppings, lojas.
Compartilhe:

Últimas notícias

Matérias relacionadas