Itaúsa (ITSA4) tem lucro recorrente de R$ 3,8 bi no 1º tri

A Itaúsa afirmou que dependendo das condições dos mercados poderá vender até o final do ano mais 24 milhões da XP em 2022

A holding Itaúsa (ITSA4) teve lucro líquido recorrente de 3,8 bilhões de reais no primeiro trimestre, um crescimento de 59,1% sobre o resultado de um ano antes, impulsionado pelos desempenhos das empresas do grupo e também pela venda de ações da XP.

A companhia afirmou que a venda de 2,14% do capital da XP (12 milhões de ações Classe A) no trimestre “impactou o resultado” em 1,1 bilhão de reais, líquido de impostos, e elevou o caixa da holding em 1,8 bilhão de reais. A Itaúsa ainda tem 11,51% da XP.

A Itaúsa, que além do Itaú Unibanco tem participações em empresas como Dexco e Alpargatas, afirmou que dependendo das condições dos mercados poderá vender até o final do ano mais 24 milhões da XP em 2022.

O setor financeiro da holding, formado por Itaú Unibanco e XP, entregou um resultado recorrente de 2,78 bilhões de reais no trimestre, alta de 15% sobre um ano antes.

O restante dos investimentos da holding mostrou alta de 52% no resultado recorrente combinado, a 173 milhões de reais.

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Últimas notícias

Matérias relacionadas