Ibovespa fecha em alta e estende recuperação

Nesta segunda o Ibovespa contou com o suporte de bancos, Vale e Petrobras, ainda que Wall Street tenha tido sessão sem direção comum

O Ibovespa encerrou no azul nesta segunda-feira (16), engatando a quarta alta consecutiva, com suporte de bancos, Vale e Petrobras, ainda que Wall Street tenha tido sessão sem direção comum. JBS e Hapvida ficaram entre as principais quedas e limitaram os ganhos.

Nesta segunda-feira o mercado repercutiu os dados fracos da economia chinesa divulgados neste início de semana. O país vem enfrentando uma série de lockdowns para conter surtos da covid-19 pelo país, na chamada política de covid zero.

As restrições impactam a atividade da China e preocupam economistas de todo o mundo. Nesta segunda, foi divulgado que a produção industrial chinesa caiu 2,9% em abril na comparação anual. Já as vendas no varejo recuaram 11,9% no mês passado, um desempenho pior do que as projeções do mercado.

Aqui no Brasil, as atenções continuam voltadas para os balanços corporativos. Entre eles, a Anima Educação  (ANIM3) registrou lucro líquido ajustado de R$ 51 milhões no primeiro trimestre deste ano, queda de 16,4% na comparação anual.

Já a receita líquida teve crescimento de 120% na comparação com o mesmo período do ano passado, para R$ 902 milhões.

A Raízen, que divulgou seu balanço na sexta-feira após o fechamento do mercado, registrou  queda de 48% do lucro no quarto trimestre fiscal ante igual período do ano safra 2021-2020, para R$ 209,7 milhões.

O Ibovespa, principal índice da bolsa brasileira, fechou em alta de +1,22%, cotado a 108.232,74 pontos.

dólar comercial fechou em queda de -0,11%, cotado a R$ 5,052

Nos Estados Unidos, as bolsas fecharam em queda. O S&P 500 fechou descendo em -0,39% (4.008,38), a Dow Jones registrou leve variação positiva de +0,09% (32.224,34), enquanto a Nasdaq encerrou o dia em queda de 1,20% (11.662,79).

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Últimas notícias

Matérias relacionadas