BM&C News promove curso de como operar em commodities; 33% dos alunos são mulheres

À BM&C, os participantes falaram sua visão sobre a integração das mulheres no mercado financeiro

O curso Commodities – Uma Imersão para Investidores é uma iniciativa apoiada pela BM&C News, com o primeiro treinamento presencial, em São Paulo. Para este sábado (14) foram liberadas 30 vagas e o destaque foi a quantidade de mulheres investidoras presentes na imersão, sendo 9 delas – 33% do público.

Para Eliane Eidt, administradora, as mulheres precisam ser inseridas em todas as áreas: “Somos inteligentes e capazes. Durante minha inscrição para o curso de Commodities uma imersão para investidores, meu marido disse que eu seria a única mulher da turma, quando na verdade representávamos quase 35% das pessoas presentes”, pontuou.

Apesar das mulheres no mercado financeiro terem conquistado um espaço significativo, ainda são minoria entre os investidores. De acordo com dados da B3, no final de 2021, as mulheres representavam 27% do total de investidores do mercado acionário, enquanto os homens ficaram com os outros 73%.

“O mundo evoluiu e também hoje deve ter esposas de agricultor, a própria mulher querendo ir para o mercado financeiro ganhar algum dinheiro com especulações. Então, é o produtor rural tendo a oportunidade do melhor preço e eu também trabalho com especulação”, disse Lígia Mick, atuante do agronegócio de Goiás.

A profissional destacou ainda que seu principal objetivo com o curso é atualizar-se sobre o mercado de commodities.

O engenheiro civil, Ronaldo Pereira, também falou sobre seu ponto de vista e comentou sobre a importância dos casais investirem juntos. Para ele, a mulher não deve apenas ficar nas questões domésticas, pois a previsibilidade e cautela delas são fundamentais para o mundo dos investimentos.

“Fiquei impressionado com a quantidade de mulheres interessadas em investimentos no curso, isso é indispensável, pois elas têm mais cautela nas finanças do que os homens em geral. Investimentos envolve longo prazo e previsibilidade e elas possuem essas características”, destacou o engenheiro.

Além disso, Ronaldo também opinou sobre a importância das mulheres em um mercado majoritariamente dominado por homens: “Em termos de previsibilidade em finanças, a mulher é muito mais estável, o homem tem mais a questão do jogador apenas fazer gol, a mulher é mais técnica, tem uma análise mais panorâmica. No nosso caso, como casal, eu sou mais audacioso e ela é mais longo prazo, o que para mim é essencial”, afirmou.

O objetivo do curso é ensinar como operar em commodities, expor aos contratos futuros, derivativos e mercado internacional. Serão 10 horas de conteúdo com mentoria e dúvidas sendo sanadas ao vivo (networking).

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Últimas notícias

Matérias relacionadas