Banco Inter tentar “ajudar” investidor, mas induz ao erro com e-mail de investimento

Segundo o Inter, com essa informação, o banco busca contribuir com a educação financeira dos clientes

No começo do mês de abril, investidores receberam e-mail do Banco Inter (BIDI11) dizendo que o dinheiro investido em CDB de liquidez diária estava “parado” nos últimos 180 dias. O banco, então, faz uma recomendação: “Se a ideia era fazer uma reserva de emergência, mas você não precisou do recurso em 90 ou 180 dias, talvez seja a hora de reavaliar essa escolha e migrar uma parcela do seu dinheiro para um produto de perfil semelhante, mas com retorno maior para você”.

A sugestão do Inter é de começar a investir em LCI (Letra de Crédito Imobiliário) 90 dias, que rende o equivalente a um CDB de 116% e que você pode resgatar após 90 dias. 

O CDB (Certificado de Depósito Bancário) de liquidez diária é um título privado emitido por bancos e que pode ser resgatado a qualquer momento. 

O investimento em CDB com liquidez diária, normalmente, é recomendado para aqueles que precisam formar uma reserva de emergência ou para investidores conservadores, que não querem ter sobressaltos com a rentabilidade.

Mas, será que o e-mail do banco pode acabar induzindo o investidor ao erro, já que uma reserva de emergência deve estar sempre disponível para quando ele precisar? Se fosse feita uma aplicação em LCI, como o Inter sugeriu, o investidor só poderia resgatar o dinheiro após 90 dias. Caso precisasse da quantia antes deste prazo, não conseguiria sacar o valor.

e mail banco inter
E-mail recebido pelo investidor | Arquivo Pessoal

Segundo Francisco D’Orto, professor de Economia, o recurso para reserva de emergência deve ser alocado em títulos com a modalidade de resgate diário.

O professor também ressaltou que a recomendação sem os devidos fundamentos que a justifiquem e caso gere prejuízo para aquele que decidiu investir com base na sugestão, nesse caso, o investidor pode se manifestar.

“Por isso, quem detém o dinheiro deve se cercar de muita informação, buscar segurança e participar do processo do investimento desde o início até a aquisição do título”, destaca Francisco.

De acordo com ele, o banco pode disponibilizar a informação do produto. “E, somente, propõe algo via assessoria contratada pelo cliente”.

Além disso, o professor disse que esse tipo de e-mail pode representar uma possibilidade de fraude. “O cliente deve se precaver e contatar diretamente o banco e seu gerente da conta e questionar o e-mail, devido ao excesso de informalidade indicar uma eventual fraude ou desvio de melhores práticas”, afirmou. 

O QUE DIZ O INTER?

Segundo o Inter, com essa informação, o banco busca contribuir com a educação financeira dos clientes:

 “Com essa recomendação, buscamos levar informação e contribuir com a educação financeira dos nossos clientes, mostrando que existem outras opções que rendem mais, caso o investidor não tenha perspectiva de resgatar os recursos em menos de 90 ou 180 dias. Importante destacar que essa é uma sugestão, e o cliente do Super App do Inter pode seguir ou não, de acordo com sua realidade e perfil”, diz o Inter em nota.

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Matérias relacionadas