Auxílio Brasil: 8 milhões de famílias precisarão fazer atualização cadastral para receber benefício

As famílias que atualizaram os dados pela última vez nos anos de 2018 ou 2019 serão convocadas para fazer a atualização nos próximos anos

Os trabalhadores que recebem o Auxílio Brasil, Tarifa Social de Energia Elétrica e Benefício de Prestação Continuada (BPC) terão de atualizar o cadastro no Cadastro Único do governo federal (CadÚnico) para evitar com que o benefício seja cancelado. De acordo com o Ministério da Cidadania, 8 milhões de famílias terão de fazer a averiguação ou revisão cadastral de 2022.

O prazo para as pessoas que tiverem os dados inconsistentes e foram incluídas na averiguação cadastral é até julho. Já para os beneficiários que enquadram-se na categoria dos que precisam fazer a revisão cadastral, pois estão com informações cadastrais desatualizadas, é de até dezembro.

Normalmente, a atualização deve ser feita a cada dois anos ou a partir do momento que houver alteração no endereço, na composição familiar ou na situação de trabalho.

No entanto, devido à pandemia, o Ministério da Cidadania escalonou o processo de revisão cadastral. Neste ano, somente as famílias com cadastros que foram atualizados pela última vez em 2016 ou 2017 serão chamadas para atualizar os dados no CadÚnico.

As famílias que atualizaram os dados pela última vez nos anos de 2018 ou 2019 serão convocadas para fazer a atualização nos próximos anos.

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Matérias relacionadas