Destaques da Bolsa: Petrobras (PETR3) e Vale (VALE3) operam entre as maiores altas

Confira os destaques desta quarta-feira (11)

O Ibovespa opera em alta, nesta quarta-feira (11), à medida que investidores repercutem os dados de inflação no Brasil e nos Estados Unidos.

Às 12h35, o Ibovespa subia 2,06%, aos 105.232 pontos. 

O avanço de ações ligadas a commodities dão suporte ao índice. Os papéis da Petrobras (PETR3;PETR4) sobem 5,68% e 4,22%, respectivamente, PetroRio (PRIO3) tem alta de 7,09% e 3R Petroleum (RRRP3) ganha 5,51%. 

Já a Vale (VALE3) valoriza 5,15%, Metalúrgica Gerdau (GOAU4) avança 4,73%, Usiminas (USIM5) registra ganhos de 4,48%, CSN (CSNA3) sobe 4,62% e Gerdau (GGBR4) tem alta de 4,37%.

Após a divulgação dos resultados do primeiro trimestre, CVC (CVCB3) cai 2,77%, Telefônica (VIVT3) recua 2,21% e Taurus (TASA4) tem baixa de 2,26%.

Qualicorp (QUAL3) está entre as maiores quedas, com -7,81%. Fleury (FLRY3) também perde 3,17%.

Confira os destaques desta quarta-feira:

Telefônica (VIVT3)

A Telefônica informou, nesta terça-feira (10), que registrou lucro líquido de R$ 750 milhões no primeiro trimestre de 2022, queda de 20,4% quando comparado com o mesmo período de 2021. 

O Ebitda (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) foi de R$ 4,5 bilhões, avanço de 1,3% ante o mesmo trimestre do ano passado. 

Já a receita líquida ficou em R$ 11,3 bilhões. O número representa aumento de 4,6% na comparação anual. 

CVC (CVCB3)

A CVC registrou prejuízo líquido de R$ 166,8 milhões no primeiro trimestre de 2022, crescimento de 104,7% ante prejuízo de R$ 81,5 milhões no mesmo período do ano anterior. 

A receita líquida somou R$ 292,8 milhões, aumento de 76,5% na comparação anual. 

O Ebitda (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) foi de R$ 33,3 milhões, revertendo Ebitda negativo de R$ 56,4 milhões em 2021.

Taurus (TASA4)

A Taurus reportou lucro líquido de R$ 195 milhões no primeiro trimestre de 2022, aumento de 186,3% em relação ao mesmo período do ano passado. 

Segundo a companhia, “o montante já supera a totalidade do lucro líquido distribuído na forma de dividendos referente ao resultado de 2021, que foi de R$ 194,3 milhões, equivalente a R$ 1,62 por ação”.

A receita líquida somou R$ 676,6 milhões, avanço de 22,8% na comparação anual. 

O Ebitda (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) foi de R$ 242,2 milhões, crescimento de 37,8% em 12 meses.

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Últimas notícias

Matérias relacionadas