Bolsas da Ásia fecham sem uma única direção

China se recupera em meio a melhora da Covid no país e com melhores políticas com os Estados Unidos

Nesta quarta-feira (11), as bolsas asiáticas terminaram o pregão sem um único rumo. Enquanto algumas ações desvalorizaram, outras fecharam no azul. Na China, as ações ficaram no positivo, devido ao alívio de casos de Covid no país, deixando os investidores com mais apetite.

Xangai reportou que metade da cidade havia alcançado o status de “Covid zero”, mas restrições rigorosas tiveram que permanecer em vigor sob uma política nacional. Enquanto isso, novos casos detectados em Pequim caíram para o nível mais baixo desde 26 de abril.

Além da melhora com o vírus, nos Estados Unidos, a decisão do presidente, Joe Biden, de considerar a eliminação das tarifas da era Trump contra Pequim aumentou ainda mais o apetite por risco.

Na China, o índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, subiu 1,44% no dia, enquanto o índice de Xangai teve ganho de 0,75%.

O índice de Hong Kong Hang Seng teve ganho de 0,97%, enquanto o China Enterprises Index subiu 1,7%.

Outros índices em destaque como o de Tóquio, onde o Nikkei avançou 0,18%, a 26.213 pontos. Em Seul, o índice KOSPI teve desvalorização de 0,17%, a 2.592 pontos. Já em Taiwan, o índice TAIEX registrou baixa de 0,35%, a 16.006 pontos.

Por fim, outro em alta foi em Sydney, onde o índice S&P/ASX 200 avançou 0,19%, a 7.064 pontos.

Compartilhe:

Últimas notícias

Matérias relacionadas