Guerra na Ucrânia restringe crescimento da zona do euro no 1º tri, mostram dados preliminares

A Comissão Europeia também havia previsto pouco antes da invasão russa que o crescimento seria de 0,3% em relação ao trimestre anterior

O crescimento econômico da zona do euro foi menor do que o esperado nos primeiros três meses do ano, mostraram dados preliminares nesta sexta-feira, conforme a guerra na Ucrânia, iniciada em 24 de fevereiro, impactou a atividade na região.

O escritório de estatísticas da União Europeia, o Eurostat, disse que o Produto Interno Bruto dos 19 países que compartilham o euro cresceu 0,2% em relação ao trimestre anterior, com uma alta de 5,0% na comparação anual. Economistas consultados pela Reuters esperavam crescimento trimestral de 0,3%.

A Comissão Europeia também havia previsto pouco antes da invasão russa que o crescimento seria de 0,3% em relação ao trimestre anterior, de modo que os dados preliminares do Eurostat, se confirmados à frente, sugerem que a guerra e os picos de preços de commodities relacionados ao conflito reduziram o crescimento em 0,1 ponto percentual.

O Eurostat disse que a economia da Itália contraiu 0,2% no primeiro trimestre em relação aos três meses anteriores, o que a tornaria a maior vítima do conflito na zona do euro. Em fevereiro, a Comissão previu que a Itália cresceria 0,3%.

A Alemanha, cujo crescimento no primeiro trimestre havia sido projetado em 0,4% pela Comissão, cresceu apenas 0,2%, disse o Eurostat. Já a França não cresceu, ante uma previsão de expansão de 0,1%.

Compartilhe:

Últimas notícias

Matérias relacionadas