Boletim Focus, balanços e o que move o mercado hoje

As notícias da China sobre os lockdowns segue ainda gera preocupação entre os investidores

As Bolsas mundiais operam sem direção definida nesta terça-feira (26), enquanto os índices futuros dos Estados Unidos registram leve queda e o mercado europeu se recupera. Os temores da Covid-19 na China repercutem, enquanto investidores aguardam novos indicadores e resultados trimestrais nos EUA.

Por lá, os balanços corporativos ainda continuam a ser divulgados, com destaque para Microsoft e Alphabet após o fechamento em NY.

O que ainda gera de preocupação para os investidores são as notícias da China sobre os lockdowns. Em Pequim, testes são feitos em massa na população local, além de restringir o movimento em certas partes da cidade, embora tenha registrado apenas 80 casos de covid-19.

Por outro lado, outras regiões da Ásia tiveram um desempenho melhor, visto que o apetite da região veio após as bolsas de Nova York encerrarem os negócios de ontem em alta.

O índice Xangai Composto segue sofrendo e recuou 1,44%, a 2.886,43 pontos, após sofrer um tombo de 5,13% no pregão anterior, enquanto o menos abrangente Shenzhen Composto caiu 2,11%, a 1.752,27 pontos.

Em outras partes da Ásia, o japonês Nikkei subiu 0,41% em Tóquio hoje, a 26.700,11 pontos, enquanto o Hang Seng avançou 0,33% em Hong Kong (HK), a 19.934,71 pontos, o sul-coreano Kospi se valorizou 0,42% em Seul, a 2.668,31 pontos, e o Taiex registrou modesto ganho de 0,14% em Taiwan, a 16.644,79 pontos.

BRASIL

No cenário doméstico, o Banco Central retomará a divulgação dos dados da pesquisa Focus hoje, após a suspensão da greve dos servidores do órgão até 2 de maio.

Além disso, a temporada de balanços recomeça com a divulgação dos resultados do Banco Santander (SANB11) – antes da abertura do mercado – e de Neoenergia (NEOE3) e Indústria Romi (ROMI3) após o fechamento.

RADAR CORPORATIVO

A compra do Twitter (TWTR34) por Elon Musk foi oficializada na segunda-feira (25), em um acordo de US$ 44 bilhões. Os investidores receberão US$ 54,20 por cada ação do Twitter.

O antigo Facebook, novo Meta (FB; FBOK34) lançará sua primeira loja física para vender aparelhos de realidade virtual e de realidade aumentada.

E a Coca-Cola superou as expectativas trimestrais de receita e lucro na segunda-feira, ajudada por preços mais altos e recuperação na demanda locais como cinemas e restaurantes.

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Últimas notícias

Matérias relacionadas