GGBR4: BTG recomenda Gerdau e vê rentabilidade de fluxo de caixa de dois dígitos

O BTG Pactual modelou o EBITDA para a Gerdau no 1T22 em R$ 5,7 bilhões

O desempenho da Gerdau (GGBR4) foi bastante comparado com os resultados decepcionantes da Usiminas (USIM5), de acordo com o BTG Pactual, que logo reforçou sua recomendação na GGBR4.

Como ponto de partida, o BTG Pactual destacou que modelou o EBITDA para a Gerdau no 1T22 em R$ 5,7 bilhões, e ainda espera que as margens EBITDA no Brasil se contraiam perto de 7p.p. t/t para cerca de 24-25%. 

“Entendamos que esta é uma alocação mais consensual, reiteramos nossa preferência de longa data pela Gerdau sobre a Usiminas”, destacou BTG Pactual em recomendação. 

Por fim, o BTG ressaltou que vê GGBR4 negociando abaixo de 3x EBITDA 22 e com rentabilidade de fluxo de caixa de dois dígitos.

Quer ter mais informações do mercado financeiro? Acompanhe nossa programação ao vivo:

Compartilhe:

Últimas notícias

Matérias relacionadas