Na contramão do mundo, Japão quer aumentar a inflação

Na contramão dos outros países, o Banco Central do Japão (BOJ) deseja que a inflação do país aumente e há anos e vem implementando medidas para isso, com o objetivo de ficar em torno de 2%, nível considerado saudável. No entanto, até hoje não conseguiu.

Os preços globais dos alimentos estão em seu ponto mais alto desde 1990, segundo o Índice de Preços de Alimentos da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO). Mas no Japão, o aumento de preços não é um problema.

O último dado do Índice de Preços ao Consumidor (IPC) mostra que o aumento de preços por lá foi de apenas 0,09%, sendo sua maior alta nos últimos dois anos.

Sem a inflação, é difícil para uma economia crescer. Ela só é ruim quando há uma mudança exagerada, como quando ocorre em altas aceleradas ou quedas acentuadas.

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Últimas notícias

Matérias relacionadas