Pilotos de voo que caiu na China não responderam controladores, aponta relatório

O documento não mostrou nenhuma causa para o avião ter caído na vertical - o que impressionou pelas imagens

O relatório preliminar da investigação sobre a queda do Boeing 737-800 da China Eastern Airlines, que caiu em março e não deixou sobreviventes, apontou que os pilotos não responderam os controladores de voo após a primeira queda.

O documento, que foi divulgado pela Administração de Aviação Civil da China (CAAC, da sigla em inglês), não mostrou nenhuma causa para o avião ter caído na vertical – o que impressionou pelas imagens.

A CAAC também disse que as caixas pretas estão danificadas, o que dificulta as investigações.

“O radar de controle de área de Guangzhou mostrou um aviso de ‘desvio’ de altitude de comando, a aeronave deixou a altitude de cruzeiro, o controlador chamou a tripulação imediatamente, mas não recebeu resposta”, mostrou o relatório.

O ACIDENTE

Um avião de passageiros Boeing 737 da China Eastern Airlines caiu com 132 pessoas a bordo no dia 21 de março, incluindo 123 passageiros e nove tripulantes.

Segundo informações da CNBC, o contato foi perdido com o voo sobre Wuzhou, na região de Guangxi, disse a autoridade. Ele estava programado para voar de Kunming para Guangzhou, no sudeste do país.

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Últimas notícias

Matérias relacionadas