Livro Bege nos EUA, IGP-M e o que move o mercado hoje

Os índices futuros dos Estados Unidos operam sem direção única e próximos da estabilidade na manhã desta quarta-feira (20), com investidores à espera do Livro Bege, que será divulgado à tarde.

Por lá, as ações na Netflix (Nasdaq: NFLX; BDR: NFLX34) desabam 27% no pré-mercado, após a companhia ter divulgado resultado trimestral decepcionante.

Na Ásia, as bolsas asiáticas encerraram entre perdas e ganhos mais um dia, com as ações da China fechando no negativo, após a taxa básica de empréstimo de um ano ter sido mantida em 3,7% e a de cinco anos, em 4,6%.

Investidores seguem na expectativa das políticas de estímulo que o governo comentou, já que o país enfrenta sua pior onda de Covid-19 desde o início da pandemia.

Ainda no cenário internacional, os mercados continuam monitorando os desenvolvimentos do conflito na Ucrânia e avaliando as últimas previsões econômicas globais do FMI e do Banco Mundial, que diminuíram a previsão de crescimento global para este e o próximo ano.

BRASIL

No cenário doméstico, os investidores ficam de olho no julgamento do Tribunal de Contas da União (TCU) sobre a privatização da Eletrobras (ELET3; ELET6) – que deve ser adiada por um pedido de vista –, nos dados de produção da Vale (VALE3) e no início da temporada de balanços do primeiro trimestre de 2022, com o resultado da Usiminas (USIM5).

Nesta manhã, a Fundação Getúlio Vargas (FGV) divulgou os dados da segunda prévia do IGP-M em abril. O índice acelerou a 1,85%, de 0,90% na prévia de março.

RADAR CORPORATIVO

Os servidores do Banco Central aprovaram na terça-feira (19) a suspensão da greve deflagrada no início do mês, mas continuarão trabalhando em regime de operação padrão, com paralisações parciais diárias, disseram representantes dos funcionários.

A Vale (VALE3) produziu 63,9 milhões de toneladas de minério de ferro no 1º trimestre de 2022, queda de 6% em relação ao mesmo período de 2021, informou a companhia nesta terça-feira (19).

E a Braskem (BRKM5) aprovou o pagamento de R$ 1,3 bilhão em dividendos, sendo R$ 1,6963 por ação ordinária e preferencial.

(Com Daily News BM&C, BM&C Now e Reuters)

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Últimas notícias

Matérias relacionadas