O exército brasileiro possui o seu próprio sistema de saúde, diz deputado federal sobre compra próteses penianas

Filipe Barros destacou que o Viagra detém uma série de funcionalidade, além de ser utilizada para a disfunção herética

O Exército Brasileiro adquiriu 60 próteses penianas em três pregões distintos, homologados em 2021, ao custo de R$ 3,5 milhões. As próteses variam de 10 a 25 centímetros e são infláveis. Além disso, as Forças Armadas brasileiras autorizaram a compra de 35.320 unidades de Viagra.

O deputado federal (PL), Filipe Barros, explicou que o exército brasileiro possui o seu próprio sistema de saúde, assim como nós temos o SUS e os planos de saúde particulares.

Barro afirmou que este sistema possui cerca de 700 mil beneficiários que contribuem mensalmente para serem atendidos dentro desse sistema próprio de saúde.

Em relação a compra de Viagra, o deputado federal destacou que o SUS também faz aquisições deste medicamento porque ele tem inúmeros funcionalidades, e se fosse apenas para a disfunção heréticas já teria importância na sua compra.

Confira a análise na íntegra:

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Matérias relacionadas