Investidores do Twitter processam Elon Musk por não divulgar sua participação acionária

Em 4 de abril, Musk anunciou uma participação acionária de 9,2% do Twitter, as ações da companhia dispararam

Um grupo de acionistas do Twitter (TWTR34) está processando Elon Musk por supostamente não divulgar a sua participação acionária na empresa no prazo certo, segundo a CNBC. 

Em 4 de abril, Musk anunciou uma participação acionária de 9,2% do Twitter, as ações da companhia dispararam.

Ainda de acordo com a CNBC, as leis determinam que os investidores devem informar à Securities and Exchange Commission dentro de 10 dias quando adquirirem mais de 5% de participação em uma empresa. 

A compra das ações aconteceu em 14 de março, o que significa que ele deveria ter informado à SEC até 24 de março. 

O processo foi aberto nesta terça-feira (12), em Nova York, em nome de vários acionistas do Twitter. O documento alega que Musk conseguiu comprar mais ações do Twitter a um preço deflacionado no período entre ultrapassar o limite de 5% e divulgar publicamente sua participação.

Ao The Washington Post, alguns especialistas disseram que o atraso pode ter ajudado Musk a faturar US$ 156 milhões.

O processo de ação coletiva foi aberto em nome de investidores que alegam ter perdido ganhos potenciais que poderiam ter sido realizados se Musk tivesse divulgado sua participação anteriormente.

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Últimas notícias

Matérias relacionadas