ONS diz que conta de luz deve ter bandeira verde até o fim de 2022

As bandeiras tarifárias que definem o real custo da energia. As bandeiras vigoram entre as cores verde, amarela e vermelha

O diretor-geral do ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico) afirmou, nesta segunda-feira (11), que a bandeira verde na conta de luz deve ficar até o fim do ano, ou seja, provavelmente as tarifas não terão custos adicionais em 2022. 

As bandeiras tarifárias que definem o real custo da energia. As bandeiras vigoram entre as cores verde, amarela e vermelha. 

No ano passado, com o Brasil enfrentando a pior crise hídrica dos últimos 91 anos, o governo adotou a aplicação da bandeira de escassez hídrica na conta de luz, que fixa um acréscimo de R$ 14,20 a cada 100 kWh consumidos. 

O Ministério de Minas e Energia anunciou, na última quarta-feira (6), a mudança na conta de luz para a bandeira verde a partir de 16 de abril. Com isso, a conta de luz do consumidor residencial deve ter redução de cerca de 20% no próximo mês. 

Segundo o diretor-geral da ONS, a atual situação dos reservatórios das usinas hidrelétricas permitirá ao país atravessar o restante do ano de forma mais tranquila e segura do que em 2021. “Sudeste e Centro-Oeste terminam o período de chuvas no melhor nível desde 2012”, disse. 

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Matérias relacionadas