Ibovespa termina pregão em queda impulsionado por alta da inflação

O mercado reagiu mal aos dados da inflação, divulgados hoje, que acabaram vindo maiores do que o esperado

O Ibovespa fechou o pregão desta sexta-feira (8) no vermelho. O mercado reagiu mal aos dados da inflação que foram divulgados hoje, que acabaram vindo maiores do que o esperado.

Em suma, de acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a inflação medida pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) acelerou para 1,62% em março, após ficar em 1,01% em fevereiro.

Esse foi o maior resultado para o mês de março desde 1994 (42,75%), antes da implantação do Real. O indicador acumula alta de 3,20% no ano e de 11,30% nos últimos 12 meses.

“O índice subiu além do esperado pelo mercado (na média 1,3%), o que deve gerar uma maior pressão para o aumento da taxa de juros. Atualmente, a Selic está em 11,75% e o último boletim Focus previa os juros fechando em 13% a.a”, afirma Fabiano Braun, private banker e sócio da Matriz Capital.

Ainda segundo o IBGE, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) teve alta de 1,71% em março em relação ao mês anterior. Assim como o IPCA, essa é a maior variação para um mês de março desde 1994.

Nos EUA, as bolsas fecham mistas. Em suma, os principais índices dos Estados Unidos operaram sem direção definida durante o pregão desta sexta, após uma semana volátil marcada por preocupações em torno de medidas agressivas do Fed para domar a inflação, conforme mostrou a ata do banco central norte-americano. Outro ponto de destaque é o conflito em curso na Ucrânia e as sanções aplicadas contra a Rússia pelo Ocidente.

O Ibovespa, principal índice da bolsa brasileira, fechou em queda de -0,45%, cotado a 118.322,26 pontos.

dólar comercial fechou em queda de -0,67%, cotado a R$ 4,7089

Nos Estados Unidos, as bolsas fecharam mistas. O S&P 500 fechou em desvalorização de -0,26% (4.488,68), o Nasdaq registrou queda de -1,34% (13.711,00), enquanto o Dow Jones encerrou o dia subindo em +0,40% (34.723,03).

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Matérias relacionadas