Ações europeias caem por riscos relacionados a Fed e Ucrânia; setores defensivos são destaque positivo

As ações de petróleo lideraram as perdas, com queda de 1,6%, enquanto os papéis de tecnologia recuaram 1,0%

As ações europeias reverteram seus ganhos iniciais para fechar em baixa nesta quinta-feira, conforme riscos de um banco central dos Estados Unidos mais “hawkish” (agressivo no combate à inflação) e novas sanções de Washington à Rússia deixavam investidores nervosos, enquanto os papéis defensivos avançaram.

O índice pan-europeu STOXX 600 fechou em queda de 0,21%, a 455,02 pontos, e devolveu ganhos obtidos mais cedo no pregão, depois de perder 1,5% em sua pior sessão em um mês na quarta-feira.

Todas as principais regiões ficaram no vermelho, enquanto os setores mais resilientes à desaceleração econômica tiveram desempenho superior. O setor de saúde saltou 1,4%, para máxima recorde, enquanto construção e produtos químicos ganharam 0,3% e 0,4%, respectivamente.

As ações de petróleo lideraram as perdas, com queda de 1,6%, enquanto os papéis de tecnologia recuaram 1,0%.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,47%, a 7.551,81 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,52%, a 14.078,15 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,57%, a 6.461,68 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,59%, a 24.302,71 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,17%, a 8.467,40 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 0,06%, a 6.063,18 pontos.

Compartilhe:

Últimas notícias

Matérias relacionadas