“Difícil acreditar que essa seria a solução para os problemas do Brasil”, diz cientista político sobre a proposta de Arthur Lira

O cientista política afirmou que é difícil que essa proposta seja aprovada, por termos um sistema partidário muito fragmentado
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), e o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes afirmaram nesta segunda-feira (4), que as eleições deste ano podem servir como um “plebiscito branco” para a mudança do regime presidencial para o semipresidencialista. 

“Difícil acreditar que essa seria a solução para os problemas do Brasil” afirmou o cientista político Vicente Ferraro.

O cientista político destacou que acredita que seja muito difícil uma medida dessa ser aprovada, dado que temos um sistema partidário muito fragmentado.

Em participação na programação da BM&C News, Ferraro ressaltou que a confiança institucional no parlamento no Brasil certamente não é uma das maiores, para que isso aconteça. “Acredito que a população brasileira não teria uma visão favorável de um projeto como esse, que fosse fortalecer o parlamento”.

Por fim, o cientista político afirmou que ao olhar para outros casos internacionais de semipresidencialismo, também são casos que não tiveram muito sucesso, como por exemplo, no caso da Rússia, França, entre outros, foram períodos turbulentos.

Confira a análise na íntegra:

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook

Matérias relacionadas