Ibovespa termina em alta e engata 3ª semana seguida de ganhos

O Ibovespa finalizou o pregão desta sexta-feira (01), alcançando o maior fechamento desde agosto

O Ibovespa fechou o pregão desta sexta-feira em alta, subindo para o maior fechamento desde agosto, com Vale e ações ligadas ao consumo doméstico alavancando seu desempenho.

No cenário doméstico teve a divulgação do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) sobre a produção industrial brasileira cresceu 0,7% em fevereiro na comparação com o mês anterior.

Mesmo com o avanço, o setor permanece 2,6% abaixo do patamar de antes do início da pandemia e 18,9% abaixo do nível recorde alcançado em maio de 2011.

No ano, a indústria acumula queda de 5,8% e, em 12 meses, alta de 2,8%. Frente a fevereiro de 2021, o recuo foi de 4,3%.

Já o Índice de Confiança Empresarial (ICE) subiu 0,7 ponto em março ante fevereiro, para 91,8 pontos, após uma sequência de quatro meses seguidos de quedas, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV).

O Índice de Confiança Empresarial reúne os dados das sondagens da Indústria, Serviços, Comércio e Construção.

Nos EUA as bolsas também fecharam em alta. O investidores reagiu ao relatório Payroll veio abaixo das expectativas dos analistas. Uma pesquisa da Reuters com economistas estimava que 490 mil vagas de trabalho fossem criadas fora do setor agrícola no mês em questão, mas, segundo dados divulgados nesta sexta-feira (1º) pelo Departamento de Trabalho, foram criados 431 mil empregos no período.

O Ibovespa, principal índice da bolsa brasileira, fechou em alta de +1,31%, cotado a 121.570,15 pontos.

dólar comercial fechou em queda de -1,97%, cotado a R$ 4,6673

Nos Estados Unidos, as bolsas fecharam em alta. O S&P 500 fechou em valorização de +0,36% (4.545,80), o Nasdaq registrou alta de +0,29% (14.261,50), enquanto o Dow Jones encerrou o dia subindo em +0,40% (34.818,14).

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Matérias relacionadas