ESG: “É mais efetivo pensar em proposta para o preço do gás do que carros elétricos”, avalia gestor educacional

Gilvan disse também que a política adotada por países desenvolvidos para preservar o meio ambiente não pode necessariamente ser utilizada para a solução em países emergentes

Usando como paralelo a entrevista dada por Adriano Pires, que hoje está para assumir a presidência da Petrobras, Gilvan Bueno, gestor educacional da Órama, comentou sobre os carros elétricos e a solução para o Brasil nesta sexta-feira (1º).

“O Brasil talvez precise de propostas do gás. O gás talvez seja uma resposta interessante para esse desafio do preço tão caro da gasolina. Isso é uma resposta mais efetiva do que pensar em carros elétricos”, disse em entrevista à BM&C News.

Na análise, o especialista pontuou que a preocupação dos brasileiros hoje é em relação ao preço da gasolina, inflação alta, preço dos alimentos, do gás e álcool.

Gilvan disse também que a política adotada por países desenvolvidos para preservar o meio ambiente não pode necessariamente ser utilizada para a solução em países emergentes

“Não é porque deu certo lá que possa dar certo aqui, porque aqui a gente tem desigualdades, por isso a gente fala muito da importância de elevar o investimento da educação em formação para que a gente possa reduzir o tamanho desse abismo e ter condições de trazer ideias boas para o Brasil”, ressaltou.

Confira a análise na íntegra:

Se inscreva no nosso canal e acompanhe a programação ao vivo.

Compartilhe:

Matérias relacionadas